ACC 2018 | SECURE-PCI: Altas doses de estatinas antes da angioplastia poderiam ajudar

Os pacientes cursando uma síndrome coronariana aguda (SCA) que recebem uma pré-carga de altas doses de estatinas previamente à realização do cateterismo diagnóstico não parecem se beneficiar de dita estratégia.

ACC 2018 | SECURE-PCI: Altas dosis de estatinas previo a la angioplastia podrían ayudarNo entanto, ao analisar somente aqueles pacientes que receberam revascularização mediante angioplastia (excluindo todos os que receberam cirurgia ou tratamento médico), o benefício aparece como uma redução de eventos maiores combinados. O benefício da pré-carga de atorvastatina parece estar conduzido por uma redução dos infartos não relacionados com o procedimento.

O SECURE-PCI, que foi apresentado nas sessões científicas do ACC 2018 e publicado simultaneamente no JAMA, deve ser interpretado globalmente como um estudo negativo onde o resultado a favor se constatou somente em um subgrupo de pacientes. Embora o anteriormente dito esteja pré-especificado no protocolo, deve ser entendido apenas como um gerador de hipóteses.


Leia também: ACC 2018 | TREAT: ticagrelor e fibrinolíticos: o que ocorre com os sangramentos?


O resultado é consistente com outros estudos pequenos e parece lógico que exista o benefício, especialmente naqueles pacientes com uma SCA em curso.

Estudos como o PROVE-IT e o IMPROVE-IT mostraram o benefício da terapia intensiva com estatinas dentro dos 7 dias de um SCA em pacientes tratados com angioplastia. O presente estudo reduz ainda mais a janela e começa o tratamento antes mesmo da revascularização. Poderíamos colocar em dúvida o fato de isso trazer algum benefício, mas o que nos deixa tranquilos do trabalho é que não foram observados efeitos adversos.

O SECURE-PCI se realizou em 53 centros do Brasil e randomizou 4.191 pacientes cursando um SCA e avaliados com angiografia a receberem uma carga de 80 mg de atorvastatina vs. placebo antes da angioplastia e 24 horas depois. Ambos os braços continuaram com 40 mg de atorvastatina após a segunda dose de medicação.


Leia também: ACC 2018 | SMART-DATE: 6 meses de dupla antiagregação é pouco tempo em SCA.


Quando se realiza a análise de somente os 2.710 que finalmente receberam angioplastia observa-se que a pré-carga de atorvastatina se associou a uma redução de 28% dos desfechos combinados em comparação com o placebo (p = 0,02) e uma redução de 32% do risco de infarto (p = 0,04), incluindo 58% de redução dos infartos não relacionados com o procedimento.

Título original: Effect of loading dose of atorvastatin prior to planned percutaneous coronary intervention on major adverse cardiovascular events in acute coronary syndrome: the SECURE-PCI randomized clinical trial.

Referência: Berwanger O et al. JAMA. 2018; Epub ahead of print.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?








Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top