TCT 2019 | COAPT em 3 anos: o MitraClip alcançou os objetivos em insuficiência mitral funcional

Gentileza da SBHCI. .

Os pacientes com insuficiência cardíaca que desenvolvem secundariamente insuficiência mitral por dilatação têm um prognóstico reservado.

Highlights TCT 2019

O estudo COAPT foi feito em 78 centros dos Estados Unidos e Canadá e incluiu pacientes com insuficiência mitral moderada a severa (intensidade 3 ou 4) sintomáticos apesar do tratamento médico ótimo.

Foram incluídos 614 pacientes randomizados a MitraClip (n = 302) mais tratamento médico ótimo vs. tratamento médico ótimo (n = 312). O desfecho primário de eficácia foram as hospitalizações por insuficiência cardíaca em 24 meses e o desfecho de segurança foi a ausência de complicações relacionadas com o dispositivo em 12 meses. Do grupo inicial de pacientes randomizados a tratamento médico ótimo, 58 pacientes (18,6%) migraram a MitraClip. Antes dos 2 anos o crossover não estava permitido por protocolo.

Agora é apresentado no TCT 2019 o seguimento de 3 anos do COAPT, incluindo os pacientes que fizeram o crossover. O objetivo é analisar se neles o MitraClip também teve um impacto nos eventos vs. aqueles que continuaram com tratamento médico ótimo.

O desfecho primário de eficácia para todas as internações por insuficiência cardíaca em 36 meses ocorreu 220 vezes para o grupo MitraClip vs. 378 vezes para o grupo que recebeu somente tratamento médico ótimo (HR 0,49; p =< 0,0001). Para o desfecho de segurança, as complicações relacionadas com o dispositivo foram de 1,4% e as relacionadas com a progressão da insuficiência cardíaca foram de 7,4%.

A mortalidade por qualquer causa para o grupo MitraClip foi de 42,8% (incluindo os pacientes que fizeram o crossover após 2 anos) vs. 55,5% para os que receberam somente tratamento médico (HR 0,67; P < 0,001).

Conclusão

Em pacientes com insuficiência cardíaca e insuficiência mitral moderada ou severa que continuam sintomáticos apesar da otimização do tratamento médico o MitraClip reduziu, no seguimento de 3 anos, a taxa de hospitalizações por insuficiência cardíaca, melhorou a qualidade de vida, a capacidade funcional e a sobrevida em comparação com o tratamento médico somente.

Gentileza da SBHCI.

Link a publicação da SBHCI AQUI

Descargar (PDF, Unknown)

Descargar (PDF, Unknown)

Título do artigo original: COAPT: Cost-Effectiveness Analysis From a Randomized Trial of the MitraClip in Patients With Heart Failure and Severe Secondary Mitral Regurgitation.

Autor do artigo original: Suzanne J. Baron.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top