TCT 2019 | PARTNER 2A em 5 anos: em risco intermediário o TAVI continua competindo de igual para igual com a cirurgia

Gentileza da SBHCI.

Os resultados do seguimento de 2 anos do PARTNER 2A mostraram que o implante percutâneo da valva aórtica tem um resultado similar à cirurgia em pacientes com estenose aórtica e risco cirúrgico intermediário. Faltavam dados, tanto clínicos quanto de função da prótese, a mais longo prazo.

Highlights TCT 2019

Agora, no TCT 2019, foram apresentados os dados do seguimento de 5 anos deste trabalho, informação ansiosamente esperada pelos intervencionistas.

O PARTNER 2A randomizou 2.032 pacientes com estenose aórtica severa e risco cirúrgico intermediário a TAVI ou substituição cirúrgica em 57 centros entre 2011 e 2013. Os pacientes foram elegíveis tanto por acesso femoral (n = 1.550) quanto transapical/transaórtico (n = 482). Foram analisados os desfechos primários de morte por qualquer causa ou AVC, bem como os resultados do ecocardiograma para aferir os dados de durabilidade.

Em 5 anos de seguimento a morte e o AVC foram de 47,9% para o grupo TAVI vs. 43,4% para o grupo cirurgia (p = 0,21).

Para os pacientes que receberam a prótese por acesso transfemoral também não houve diferenças nos 5 anos (44,5% vs. 42%; p = 0,8), ao passo que para aqueles que foram abordados por acesso transapical/transaórtico a cirurgia foi melhor (59,3% para TAVI vs. 48,3% para cirurgia; p = 0,03).

5 anos após o implante ou após a cirurgia mais de 95% dos pacientes em ambos os grupos se encontraram livres de reintervenções sobre a valva aórtica com uma vantagem a favor da cirurgia (99,4% vs. 96,8%).

O gradiente das biopróteses após 30 dias, 1, 2, 3, 4 e 5 anos se manteve similar entre ambas as estratégias (ao redor de 10 mmHg). Diferente foi a insuficiência aórtica, onde novamente a cirurgia teve vantagem (33,3% vs. 6,3%; p < 0,001). A gravidade da insuficiência aórtica esteve relacionada à morte por qualquer causa que ocorreu em 64,8% dos que apresentavam insuficiência moderada ou severa, em 48,7% dos que ficaram com insuficiência leve e em 41,1% dos pacientes sem insuficiência (p < 0,001).

Gentileza da SBHCI.

Link a publicação da SBHCI AQUI

Descargar (PDF, Unknown)

Título do artigo original: PARTNER 2A – 5-Year: Outcomes From A Randomized Trial Of Transcatheter Vs. Surgical Aortic Valve Replacement In Intermediate-Risk Patients With Severe Aortic Stenosis

Autor do artigo original: Vinod H. Thourani


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top