Balões farmacológicos vs. convencionais abaixo do joelho

Esta metanálise é uma atualização sobre o papel dos balões farmacológicos em um território difícil para todas as estratégias: o infrapatelar. 

Los balones farmacológicos pasaron la prueba del tiempo en territorio femoropoplíteo

O desfecho primário da metanálise foi a preservação, em período de 12 meses, do membro inferior tratado. Os desfechos secundários incluíram a sobrevida em 12 meses, a sobrevida livre de amputação, a reestenose e a taxa de nova revascularização da lesão alvo. 

Foram incluídos 10 trabalhos que somaram um total de 1.593 pacientes, embora a qualidade dos estudos, de acordo com os padrões, tenha sido de moderada a baixa. 

A taxa de preservação do membro tratado foi de 94% com os balões farmacológicos vs. 95,7% para a angioplastia convencional, o que não é uma diferença significativa. 


Leia também: Crest-2 Registry: a angioplastia carotídea apresenta uma baixa taxa de mortalidade e AVC.


A taxa de sobrevida no período de um ano foi de 89,9% vs. 92,9%, o que tampouco é uma diferença significativa. 

Ao analisar os 4 estudos mais homogêneos, observou-se uma taxa de reestenose de 32,9% com balões farmacológicos vs. 62% com a angioplastia convencional, uma diferença que parece significativa, mas que mostrou uma grande dispersão nos intervalos de confiança (OR: 2,87; IC 95%: 0,83 a 9,92).

A taxa de sobrevida livre de amputação foi de 82,5% para os balões farmacológicos vs. 88,7% para a angioplastia convencional (OR 0,79; IC 95%: 0,23 a 2,75).


Leia também: Quanto exercício deveríamos indicar para reduzir a mortalidade?


Nenhum dos desfechos explorados mostrou uma diferença significativa. 

Conclusão

Com base nesta revisão sistemática e metanálise, não há diferenças significativas em termos de preservação do membro inferior, sobrevida, reestenose, revascularização da lesão alvo ou sobrevida livre de amputação entre a angioplastia com balões farmacológicos e a angioplastia convencional em território infrapatelar. 

Título original: Drug Coated Balloon Angioplasty vs. Standard Percutaneous Transluminal Angioplasty in Below the Knee Peripheral Arterial Disease: A Systematic Review and Meta-Analysis.

Referência: Jetty Ipema et al. Eur J Vasc Endovasc Surg, article in press.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top