A durabilidade do TAVI passa a um segundo plano com os resultados do TRANSIT

O registro internacional TRANSIT mostra que é seguro e eficaz tratar as válvulas implantadas por cateter disfuncionais com um segundo TAVI. Este é um achado de crucial importância para a adoção definitiva do TAVI em populações mais jovens e de menor risco. 

durabilidad del TAVI pasa a un segundo plano con los resultados del TRANSIT

O implante percutâneo da valva aórtica (TAVI) determinou uma mudança de paradigma no tratamento dos pacientes com estenose aórtica severa. O aperfeiçoamento da técnica e dos dispositivos permitiu diminuir substancialmente todos os eventos adversos observados no começo da utilização do procedimento intervencionista. 

No entanto, ainda ficava, ou fica, uma última pergunta que só o tempo podia responder: como encarar a questão da durabilidade. Os resultados deste registro deixam em um segundo plano dita questão, já que diretamente dão uma solução ao problema. 

Pesquisadores de 28 centros de todo o mundo incluíram 172 pacientes que tinham sido submetidos a TAVI e que foram submetidos a um segundo procedimento por estenose degenerativa do primeiro dispositivo (33%), insuficiência degenerativa (56%) ou uma combinação de ambas (11%). A enorme maioria dos pacientes (73,5%) se encontrava em classe funcional III-IV. 

Segundo os critérios VARC 2 (Valve Academic Research Consortium 2) a taxa de sucesso do procedimento foi de 79% como consequência de 14% de gradiente residual e 7% de insuficiência periprotética. 


Leia também: Polifarmácia em idosos: que medicamento não podemos suspender?


A mortalidade por qualquer causa um ano após o segundo procedimento foi de 10% ao passo que as taxas de novas hospitalizações e de classe funcional III-IV foram de 7,6% e de 5,8%, respectivamente. Não foram observadas diferenças significativas entre os diferentes subgrupos. 

Não foi observado nenhum caso de trombose valvar. 

Conclusão

É possível implantar uma segunda prótese por cateter em pacientes selecionados com estenose ou insuficiência degenerativa de um TAVI realizado anteriormente com uma alta taxa de sucesso e baixa taxa de complicações. 

Título original: Transcatheter Aortic Valve Replacement for Degenerated Transcatheter Aortic Valves: The TRANSIT International Project.

Referencia: Luca Testa et al. Circ Cardiovasc Interv. 2021 Jun;14(6):e010440. doi: 10.1161/CIRCINTERVENTIONS.120.010440.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

*

Top