Válvula Aórtica articles

EuroPCR 2019 | El seguimiento a largo plazo de los nuevos bloqueos de rama izquierda post TAVI es tranquilizador con ciertas precauciones

EuroPCR 2019 | O seguimento a longo prazo dos novos bloqueios do ramo esquerdo pós-TAVI é tranquilizador com certas precauções

EuroPCR 2019 | O seguimento a longo prazo dos novos bloqueios do ramo esquerdo pós-TAVI é tranquilizador com certas precauções

Embora não seja benigno, já que se associa a mais transtornos da condução e marcapassos e a deterioro da função ventricular, o seguimento a longo prazo dos pacientes que receberam TAVI e apresentaram um bloqueio completo do ramo esquerdo pós-procedimento parece tranquilizador. O seguimento a longo prazo “esclarece parcialmente” as dúvidas de muitos médicos sobre

EuroPCR 2019 | CHOICE: válvula balón expandible vs autoexpandibles en pacientes de alto riesgo

EuroPCR 2019 | CHOICE: válvula balão expansível vs. autoexpansível em pacientes de alto risco

O estudo CHOICE incluiu 241 pacientes com estenose aórtica severa de alto risco cirúrgico que receberam implante percutâneo da valva aórtica (TAVI) por acesso femoral que foram randomizados à válvula balão expansível (Edwards Sapien XT) vs. válvula autoexpansível (Medtronic CoreValve). Os desfechos foram mortalidade por qualquer causa, AVC, re-hospitalizações, parâmetros de função da válvula por

O TAVI continua ganhando terreno em pacientes de baixo risco

O implante percutâneo valvar aórtico (TAVI) se tornou o tratamento padrão para os pacientes com estenose aórtica severa e alto risco cirúrgico e deveria ser considerado como opção para os pacientes com risco intermediário. Nos últimos anos cresceu o número de pacientes de baixo risco tratados como TAVI. Este trabalho analisa os pacientes de baixo

¿Qué pacientes con bajo flujo y bajo gradiente se benefician del recambio valvular?

Terá o TAVI um benefício similar nos pacientes que apresentam um baixo fluxo e baixo gradiente com fração de ejeção conservada?

Gentileza do Dr. Carlos Fava. Os pacientes com estenose aórtica severa que apresentam baixo fluxo com baixo gradiente têm um maior risco, mas existe um grupo que, mesmo tendo uma fração de ejeção conservada, apresenta um baixo fluxo com baixo gradiente. Em outras palavras, dito grupo apresenta uma disfunção sistólica e diastólica da função ventricular

Salir del quirófano luego de los bypass y requerir angioplastia ¿Qué tan malo puede ser?

É necessário contar com uma sala de cirurgia híbrida para aumentar a segurança no TAVI

Segundo este subestudo do registro FRANCE TAVI a mortalidade do implante percutâneo da valva aórtica realizado em salas de cirurgia híbridas vs. salas de hemodinâmica convencionais é similar. Estes achados respaldam a realização dos procedimentos em salas convencionais, juntamente com sua expansão, melhorando a logística e os custo de organização. Este trabalho comparou os resultados

REPRISE III: Leak paravalvular y necesidad de marcapasos con Lotus

O dispositivo Lotus volta com forças renovadas e com a aprovação da FDA para concorrer com o Sapien 3 e o CoreValve Evolut R

Depois de terem sido relatados alguns eventos adversos sérios com a primeira geração do dispositivo Lotus, o mesmo foi retirado do mercado, mas seu conceito único não podia ser desaproveitado. Agora, volta renovado e com a aprovação da FDA, o que gera uma concorrência direta com os dois dispositivos líderes (Sapien e CoreValve), que até

Terapia endovascular en stroke: mucha evidencia y pocos operadores entrenados

O número mágico de casos a partir do qual a experiência entre no platô com relação ao TAVI

Cada operador tem um registro de quantos casos realizou. A pergunta que fica é se já alcançou seu máximo potencial ou se ainda pode continuar somando experiência e melhorando os resultados. Em outras palavras, seria esperável que um operador com 1.000 casos realizados tenha melhores resultados que um operador com apenas 500 casos? Estudos prévios

Sub análisis del EXCEL: angioplastia vs cirugía en insuficiencia renal crónica

Insuficiência renal e risco de desenvolver estenose aórtica no futuro

Segundo este trabalho recentemente publicado no J Am Coll Cardiol, a doença renal crônica, mesmo em etapas moderadas ou severas prévias à diálise, associa-se a um risco incrementado de estenose aórtica. A insuficiência renal e a estenose aórtica compartilham fatores de risco, o que nos indica que encontrar a associação entre ambas as doenças é

TAVI: o acesso axilar e subclávio são uma alternativa válida

Gentileza do Dr. Carlos Fava. O acesso de escolha no TAVI é o femoral (TF), mas há inúmeras ocasiões em que dito acesso não é factível. Por isso devemos utilizar outros acessos, como o transsubclávio / axilar (TS/TAX), o apical, o transcava, o transcarotídeo (TC) ou o transaórtico. Atualmente dispomos de poucos estudos que analisem

El marcapaso definitivo continua siendo “el tendón de Aquiles” del TAVI

As válvulas modernas diminuem a necessidade de marca-passo

Gentileza do Dr. Carlos Fava. O TAVI já demonstrou seu benefício nos diferentes grupos de risco, mas um dos desafios é a diminuição da necessidade de marca-passo, que no que às válvulas autoexpansíveis se refere, continua sendo alta em comparação com as válvulas expansíveis por balão. Foram incluídos 203 pacientes com estenose aórtica severa que

TAVI en insuficiencia aórtica pura, nuevos dispositivos con nuevos resultados

Devemos continuar temendo as “5 grandes complicações” do TAVI

Os escores de risco cirúrgico não deveriam ser usados quando do implante percutâneo da valva aórtica (TAVI) se trata já que, com frequência, observamos que os mesmos superestimam o risco. Há 5 grandes complicações que se apresentam especificamente no TAVI que não podem ser preditas pelos típicos escores cirúrgicos.   Estas 5 complicações periprocedimento são

Top