Tag Archives: múltiplos vasos

infarto peri-procedimiento

A perspectiva de longo prazo muda a forma de revascularizar uma síndrome coronariana aguda

A perspectiva de longo prazo muda a forma de revascularizar uma síndrome coronariana aguda

Os resultados a longo prazo respaldam a revascularização completa em pacientes que foram admitidos cursando uma síndrome coronariana aguda com múltiplos vasos. Este grande registro contemporâneo recentemente publicado no J Am Coll Cardiol Intv. mostrou que a revascularização completa ganha terreno na prática cotidiana e que está associada a um benefício clínico em pacientes cursando

Infartos en Shock: Múltiples vasos vs solo vaso culpable ¿Hay novedades?

Infartos com choque cardiogênico: múltiplos vasos vs. somente vaso culpado: há novidades?

Durante quase 20 anos ninguém discutiu o Shock Trial, estudo que marcou a prática de revascularizar as lesões nos infartos com supradesnivelamento do segmento ST e choque cardiogênico.  No Congresso TCT de 2017 (e também no NEJM) foi apresentado o estudo CULPRIT-SHOCK, que também modificou completamente a estratégia, já que voltamos a tratar somente o

La coronariografía precoz reduce la mortalidad en SCA sin supradesnivel del ST de alto riesgo

Subestudo do Compare-Acute: história natural das lesões não culpadas pelo infarto

O objetivo deste trabalho foi determinar o valor prognóstico do fluxo facionado de reserva (FFR) nas artérias não culpadas dos pacientes admitidos com um infarto com supradesnivelamento do segmento ST. Foram analisados os dados de todos os pacientes do estudo Compare-Acute (Comparison Between FFR Guided Revascularization Versus Conventional Strategy in Acute STEMI Patients With MVD)

Tasa de stroke post cirugía vs angioplastia coronaria en un análisis de más de 10.000 pacientes

Os melhores dutos e os melhores cirurgiões para o melhor resultado

A cirurgia de revascularização miocárdica continua sendo uma das estratégias de tratamento mais efetivas para a doença coronariana. Uma das maiores vantagens da cirurgia com relação à angioplastia é a possibilidade de alcançar uma revascularização completa. Isso comprovadamente melhora a sobrevida dos pacientes e reduz a incidência de eventos cardiovasculares. A escolha dos dutos para

El FFR ahorra síntomas a los pacientes y costos a los financiadores de salud

Devemos fazer revascularização completa no infarto agudo do miocárdio com múltiplos vasos?

Gentileza do Dr. Carlos Fava. Já faz muitos anos que a angioplastia transluminal coronariana (ATC) primária é o tratamento de escolha no infarto agudo do miocárdio (IAM), mas em um grupo grande de pacientes se associa a lesões dos vasos não culpados. Embora se haja demonstrado que a revascularização dos vasos não culpados apresenta melhor

ESC 2019 | SYNTAXES: os resultados do SYNTAX após 10 anos de seguimento!

O estudo SYNTAXES (SYNTAX Extended Survival) foi apresentado no ESC 2019 com resultados algo inesperados a favor da angioplastia. Por isso, o SYNTAX continua sendo um dos melhores trabalhos com o qual nós, cardiologistas intervencionistas, contamos. O estudo SYNTAX original testou a mortalidade (desfecho primário) da angioplastia comparada com a cirurgia em pacientes com múltiplos

ESC 2019 | Complete: La evidencia definitiva para infartos con múltiples vasos

ESC 2019 | Complete: a evidência definitiva para infartos com múltiplos vasos

Para os pacientes com um infarto com supradesnivelamento do segmento ST e que além da artéria culpada apresentam outros vasos, a revascularização completa é superior ao tratamento de somente a artéria culpada no que se refere ao desfecho combinado de morte cardiovascular, infarto e revascularização justificada pela isquemia em uma média de seguimento de 3

Monto de isquemia basal en pacientes con múltiples vasos y evolución a largo plazo

Massa de isquemia basal em pacientes com múltiplos vasos e evolução a longo prazo

Segundo esta recente análise do estudo MASS II que proximamente será publicada no JAMA, a isquemia basal não se associa a eventos após 10 anos em pacientes com angina crônica estável. A massa isquêmica induzida com o exercício não prediz eventos nem a função ventricular a longo prazo. Esse dado deixa suspensos os resultados do

¿Qué pasa cuando nos encandilamos con el tronco y no vemos el resto de las lesiones?

O que ocorre quando damos demasiada relevância ao tronco e não vemos o resto das lesões?

Segundo esta recente análise do Excel, a mortalidade parece aumentar quando o escore de SYNTAX II não é levado em consideração para definir a estratégia de revascularização. A diferença não alcança a significância estatística e são necessários mais estudos, mas a mensagem é clara: a importância não se concentra somente no tronco. As outras lesões

Revascularização completa em etapas vs. vaso culpado a longo prazo

A revascularização completa em etapas em pacientes com um infarto agudo do miocárdio em curso e lesões em outros vasos supera a angioplastia da artéria culpada isoladamente após 5 anos de seguimento. Os resultados desta análise retrospectiva mostram o benefício da angioplastia em etapas, embora dito benefício possa ser relativizado em pacientes diabéticos. Os resultados

Top