Doença coronária articles

La ATC es una alternativa válida en el TCI

Angioplastia do tronco da coronária esquerda: evolução e resultados no decorrer do tempo

Angioplastia do tronco da coronária esquerda: evolução e resultados no decorrer do tempo

A angioplastia do tronco da coronária esquerda (ATC do TCE) é uma opção de tratamento cada vez mais utilizada em nosso meio. Um dos motivos pelos quais se escolhe essa estratégia terapêutica está relacionado com a melhora dos dispositivos e das técnicas. No entanto, os resultados da ATC do TCE a longo prazo não estão

POKI: una nueva estrategia en bifurcaciones

POKI: uma nova estratégia em bifurcações

Neste resumo científico abordamos a técnica de POKI, uma nova forma de otimização do stent para lesões em bifurcação.  As bifurcações coronarianas representam entre 20%-25% das angioplastias (ATC) e continuam sendo um verdadeiro desafio devido ao fato de com as diferentes técnicas termos que conseguir um correto posicionamento dos stents e manter a geometria de

ELUVIA: DES en territorio femoropoplíteo con lesiones complejas

Subanálise IN.PACT | Devemos começar a utilizar com maior frequência os DCB no território femoropoplíteo?

Com os novos dispositivos (balões eluidores de fármacos – DES –, stents eluidores de fármacos e aterótomos) o tratamento percutâneo passou a ser a primeira linha de abordagem no território femoropoplíteo, especialmente quando não se trata de oclusões totais muito longas.  Dispomos, atualmente, de estudos randomizados e registros sobre o uso de balões recobertos de

Nueva y discrepante información sobre los vasos no culpables en el infarto

IAM sem elevação do ST: quanto tempo temos para realizar uma coronariografia?

Este resumo discute a estratégia invasiva precoce e o risco de mortalidade no IAM sem supradesnivelamento do segmento ST. Nas últimas duas décadas a mortalidade e as complicações têm diminuído significativamente com o desenvolvimento tecnológico, farmacológico e com a maior experiência das equipes de saúde. Isso é especialmente perceptível quando a angioplastia é feita dentro

FRAME-AMI: FFR vs. angiografia do vaso não culpado na SCA

Este estudo comparou FFR vs. angiografia para guiar a angioplastia de vasos não culpados em pacientes com SCA e doença multivasos. Estudos emblemáticos como o COMPLETE, COMPARE-ACUTE e DANAMI-3-PRIMULTI evidenciaram o valor prognóstico da revascularização (após o tratamento da artéria responsável pela síndrome coronariana aguda [SCA]) das artérias não culpadas em relação a eventos cardiovasculares. 

La coronariografía precoz reduce la mortalidad en SCA sin supradesnivel del ST de alto riesgo

Evolução a longo prazo da estratégia de revascularização coronariana híbrida

Atualmente a cirurgia de revascularização miocárdica (CRM) e a angioplastia (ATC) são as estratégias disponíveis para tratar a doença coronariana de múltiplos vasos. Há algum tempo, no entanto, vem sendo desenvolvida uma estratégia alternativa que é a revascularização miocárdica híbrida (HCR), na qual se realiza um bypass com a artéria mamária na descendente anterior e

Diabetes y enfermedad vascular periférica: viejas drogas con nueva evidencia

Podemos começar a reduzir o tempo de DAPT nos diabéticos?

A DAPT de curta duração após uma ATC com DES tem ganho cada vez mais impulso, especialmente nas síndromes coronarianas crônicas e também com alguma evidência nas agudas.  Porém, como sabemos, a diabete é um fator de risco, tanto para a reestenose quanto para a trombose, já que nos pacientes que padecem dita comorbidade as

Evaluación funcional de las estenosis coronarias en la vida real: todavía no hicimos el click.

Angioplastia no tronco da coronária esquerda com o uso de stents eluidores de zotarolimus de última geração

A angioplastia coronariana (ATC) no tronco da coronária esquerda (TCE) com implante de stents eluidores de fármacos reverte um grande desafio da atualidade, que é tudo o que se relaciona com o tamanho do vaso, o comprometimento de uma bifurcação com importantes ramos e o potencial risco de complicações.  A informação disponível sobre ATC de

Podemos utilizar DAPT durante 3 meses nas síndromes coronarianas agudas?

No que às síndromes coronarianas agudas se refere, as diretrizes atuais recomendam 12 meses de dupla antiagregação plaquetária (DAPT) após uma angioplastia (ATC) com implante de DES, devido ao risco de eventos trombóticos.  Os stents mais modernos, finos e ultrafinos, comparados com suas versões anteriores, têm demonstrado ser mais eficazes em termos de trombose do

El éxito en las CTO reduce la isquemia residual local y a distancia

Revascularização coronariana híbrida: é uma opção na atualidade?

Neste artigo, analisamos as possibilidades da revascularização híbrida no tratamento da doença coronariana de múltiplos vasos.  A doença coronariana é a causa mais frequente de morbidade e mortalidade no mundo ocidental.  A presença de doença de múltiplos vasos se relaciona com uma alta mortalidade a curto e médio prazo e a cirurgia de revascularização miocárdica

intervencion percutanea

Intervenções em arterite de Takayasu: terapia de resgate ou uma alternativa complementar à imunossupressão?

A arterite de Takayasu (TAK) é uma vasculite granulomatosa de grandes vasos pouco frequente e sua principal manifestação se dá na aorta e em seus ramos principais.  O comprometimento vascular mais frequente observado são as lesões obstrutivas ou lesões aneurismáticas ou por dissecção. Em 2021, o American College of Rheumatology não recomendou a intervenção vascular

Top