Doença coronária articles

infarto peri-procedimiento

Grande dispersão no prognóstico dos pacientes com angina e coronárias sem lesões

Grande dispersão no prognóstico dos pacientes com angina e coronárias sem lesões

O prognóstico dos pacientes com sintomas de angina (com toda a subjetividade dos quadros anginosos) no contexto de coronárias sem lesões significativas tem uma grande heterogeneidade. Não é nem tão benigno como pensávamos a princípio nem apresenta tantos eventos como ocorre com os pacientes “comuns” com lesões coronarianas severas associadas. Faltava buscarmos na biografia existente

La trascendental importancia de los cambios en el estilo de vida

A transcendental importância das mudanças no estilo de vida

Qualquer mudança para um estilo de vida mais saudável, mesmo que pareça pequena, pode ter um grande impacto, especialmente nos pacientes diabéticos. Essas mudanças nunca vêm tarde demais, o que faz com que seja necessário sempre estarmos atentos, como médicos, a não deixar de incentivá-las. Os pacientes diabéticos que adotam mudanças em seu estilo de

Evaluación funcional de las estenosis coronarias en la vida real: todavía no hicimos el click.

Avaliação funcional das estenoses coronarianas na vida real: a ficha ainda não caiu

O uso da avaliação funcional das estenoses coronarianas (seguindo a recomendação classe IA, tanto dos guias americanos quanto dos europeus) não chega a 50% na prática clínica diária. A realidade é que mais da metade dos operadores continuam confiando cegamente na angiografia. A adoção da fisiologia coronariana para a tomada de decisões teve uma grande dispersão através

A angina é tão subjetiva como qualquer outra dor

Quase 80% dos pacientes randomizados neste trabalho reportam angina em CF II-III e quase todos (97%) tinham mais de um teste não invasivo positivo para isquemia que coincidia em território com o único vaso doente que tinham todas as suas coronárias. Para além do FFR ou do iFR, o estudo randomizou estes pacientes a angioplastia

La recanalización de las CTO mejora la calidad de vida

A recanalização das CTO melhora a qualidade de vida

Gentileza do Dr. Carlos Fava. A presença de CTO é de aproximadamente 15% a 20% nas coronariografias dos pacientes com angina crônica estável, mas somente ao redor de 5% recebem angioplastia transluminal coronariana (ATC). Um dos impedimentos para realizar as recanalizações é a falta de estudos importantes que as justifiquem, embora disponhamos de diferentes estudos comparativos

acceso_radial

Compressão manual ou mecânica após um cateterismo por acesso radial

Para aqueles pacientes submetidos a um cateterismo por acesso radial, a compressão no local da punção, seja ela manual ou mecânica, não modifica a taxa de oclusão da artéria pós-procedimento. O tempo necessário para conseguir a hemostasia com a compressão manual é menor, mas parece pouco aplicável na prática clínica. Poderíamos fazer uma subanálise econômica

dia-3-imagenes-consistent-compressor

Consistent CTO study: recanalização com as técnicas atuais e stent SYNERGY

Este trabalho observacional incluiu 231 pacientes de 6 centros com oclusões totais crônicas utilizando as técnicas disponíveis na atualidade e alcançando o sucesso da recanalização em 90% dos casos (210 pacientes). Em todos estes pacientes em que a recanalização foi bem-sucedida foi utilizado o stent SYNERGY e na maior parte dos casos IVUS (90,5%). Somente

DES de 2° vs 3° generación en bifurcaciones: nada nuevo bajo el sol

DES de 2ª vs. 3ª geração em bifurcações: nada novo sob o sol

O objetivo deste trabalho foi avaliar os resultados das lesões de bifurcação tipo Medina 1, 1, 1 que foram tratadas com técnica de Cullote utilizando DES de última geração. O dispositivo de 2ª geração utilizado foi um dos que possui mais evidência: o stent eluidor de everolimus com polímero permanente Xience. No entanto, para o

SEMPER-FI: el resurgimiento del balón de contrapulsación

SEMPER-FI: o ressurgimento do balão de contrapulsação

O efeito do balão de contrapulsação consiste na combinação de uma melhora do fluxo coronariano e uma redução da pós-carga. Existem vários estudos que não conseguiram demonstrar seu benefício como suporte mecânico. Este trabalho tenta demonstrar o benefício do balão de contrapulsação em pacientes com infarto agudo de miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST que

OxAMI-PICSO: oclusión del seno coronario: mejorar la función microvascular y reducir el tamaño del infarto

OxAMI-PICSO: oclusão do seio coronariano: melhorar a função microvascular e reduzir o tamanho do infarto

O índice de resistência da microcirculação poderia guiar a terapia e oclusões intermitentes e controladas do seio coronariano, melhorar a função microvascular e reduzir o tamanho do infarto. Foram incluídos pacientes com infarto com supradesnivelamento do segmento ST anterior tratados com angioplastia primária. Mediu-se o índice de resistência da microcirculação previamente ao implante do stent

Registro Sueco con stent SYNERGY: por primera vez stent probado en angioplastia primaria

Registro Sueco com stent SYNERGY: pela primeira vez stent testado em angioplastia primária

Foram incluídos 36.292 pacientes consecutivos com infarto agudo de miocárdio que receberam angioplastia com o stent de nova geração SYNERGY (hastes finas, polímero bioabsorvível e eluidor de everolimus), dos quais 39,7% apresentavam supradesnivelamento do segmento ST. As curvas de Kaplan-Meier em 2 anos nos pacientes que receberam o stent SYNERGY vs. aqueles que receberam outros

Top