Farmacologia articles

doble antiagregacion plaquetaria sexo

Antiagregação plaquetária no AVC ou no AIT: simples ou dupla?

Antiagregação plaquetária no AVC ou no AIT: simples ou dupla?

A antiagregação plaquetária é fundamental para prevenir eventos trombóticos após um acidente isquêmico transitório (AIT) ou um AVC isquêmico. O papel da aspirina está bem estabelecido nesse cenário, mas está surgindo evidência para um período curto de dupla antiagregação (DAPT). Agora, a pergunta que não quer calar é se dita estratégia pode evitar AVCs recorrentes

Tasa de stroke post cirugía vs angioplastia coronaria en un análisis de más de 10.000 pacientes

Como suspender a antiagregação antes de uma cirurgia não cardíaca

Tanto a indicação quanto a eventual suspensão da antiagregação plaquetária ficam a critério dos médicos tratantes para balancear adequadamente o risco de trombose vs. sangramento. Contudo, a opinião de um só especialista pode não ser a indicada para esse tipo de decisões. É aí que o valor da equipe se torna evidente.  Este trabalho pesquisou

ticagrelor_enfermedad_vascular_periférica

Voltar às bases: o ticagrelor questionado e o clopidogrel entrando em cena

Outro estudo observacional questiona a potência antiagregante do ticagrelor em termos de uma redução de mortes ou infartos e aponta contra seu maior risco de sangramento em comparação com o clopidogrel. Esta nova análise publicada recentemente no JAHA inclui uma enorme quantidade de pacientes da prática clínica diária cursando uma síndrome coronariana aguda (SCA).  O

duración terapia de doble antiagregación plaquetaria

Dupla antiagregação e TAVI: as diretrizes se tornaram obsoletas em vários sentidos

As atuais diretrizes da prática clínica recomendam dupla antiagregação plaquetária (DAPT) de 3 a 6 meses após o implante percutâneo da valva aórtica (TAVI). Nos últimos tempos surgiu nova informação que contradiz dita recomendação e que finalmente foi condensada na presente metanálise recentemente publicada no JAHA.  Todas os trabalhos realizados até novembro de 2020 que

Xience recebe o CE Mark para esquemas curtos e ultracurtos de DAPT

É aprovado na Europa o esquema de dupla antiagregação plaquetária (DAPT) de somente 1 mês após a angioplastia com um stent Xience em pacientes com alto risco de sangramento.  A aprovação do CE Mark chega após a publicação dos estudos Xience 28 e Xience 90. Logo que a autorização foi confirmada, a Abbott anunciou o

pacientes anticoagulados por fibrilación auricular que reciben angioplastia tratamiento

O melhor anticoagulante em FA pós-TAVI

Os anticoagulantes diretos se associaram a uma menor mortalidade a longo prazo em pacientes com fibrilação atrial que recebem alta após o TAVI em comparação com os clássicos antagonistas da vitamina K.  O objetivo deste trabalho publicado no JACC Interv foi comparar os resultados a longo prazo entre os clássicos antagonistas da vitamina K e

Beta Bloqueantes

Os betabloqueadores devem ser tomados por toda a vida após um infarto?

Os pacientes tratados de maneira ótima após um infarto não parecem se beneficiar a longo prazo com o uso dos betabloqueadores quando não apresentam insuficiência cardíaca ou deterioração da função sistólica.  Este trabalho investigou se existe algum efeito cardioprotetor dos betabloqueadores (BB) após vários anos de seguimento em pacientes estáveis com antecedente de infarto e

Esquema corto y monoterapia, una práctica llena de evidencia

Esquema curto e monoterapia, uma prática com muita evidência

Um esquema de 1 a 3 meses de dupla antiagregação plaquetária (DAPT) seguido de monoterapia de um inibidor P2Y12 após o implante de um stent farmacológico (DES) de 2ª geração é mais seguro e tem a mesma efetividade de um esquema tradicional. A ideia é clara, mas por que não se testou continuar apenas com

Las nuevas guías Europeas de Hipertensión contrastan con las Americanas

A pressão diastólica pode levar a situações indesejáveis em pacientes tratados por HTA

Uma pressão diastólica muito baixa pode estar associada a um incremento de eventos cardiovasculares (fenômeno da curva J). No entanto, as diretrizes atuais recomendam um objetivo de pressão arterial inferior a 130/80 mmHg sem mencionar um limite inferior para a pressão diastólica.  Este trabalho publicado no JAMA teve como objetivo estudar o fenômeno da curva

Historia natural de la infección asintomática por COVID-19

A maior causa de injúria miocárdica por COVID-19 está dilucidada

A causa mais comum de necrose miocárdica em pacientes cursando uma infecção por COVID-19 são os microtrombos. No que se refere à composição, tais microtrombos são muito diferentes dos trombos obtidos de um paciente negativo para COVID-19 e dos trombos obtidos dos pacientes infectados que apresentam uma síndrome coronariana aguda. A injúria miocárdica é comum

Seguridad de combinar los nuevos anticoagulantes y la doble antiagregación

AAS vs. Warfarina em TAVI de baixo risco

Ainda estamos discutindo o regime antitrombótico adequando após o implante percutâneo da valva aórtica (TAVI). A isso se soma o enorme espectro de pacientes que estamos tratando, desde os de baixo risco até aqueles descartados de cirurgia.  E resta ainda um ponto importante: os engrossamentos hipoatenuados diagnosticados por tomografia. Não sabemos que impacto têm a

Top