Novo estudo demonstra que o ticagrelor e a aspirina diminuem a taxa de eventos

Quando pensávamos o tempo de antiagregação plaquetária já estava bem definido para nossos pacientes, o JACC publicou um artigo com evidências de que o ticagrelor somado à aspirina demonstra diminuir substancialmente a taxa relativa e absoluta de eventos com o tratamento a longo prazo, especialmente naqueles pacientes com lesão de múltiplos vasos.

Nuevo estudio demuestra que el ticagrelor y la aspirina disminuyen la tasa de eventosO estudo PEGASUS-TIMI 54 avaliou o benefício a longo prazo de duas doses diferentes de ticagrelor (60 mg ou 90 mg a cada12 horas) comparado com placebo em pacientes tratados com doses baixas de aspirina e com antecedentes de infarto e fatores de risco adicionais.

 

Esta análise dos pacientes com lesão de múltiplos vasos estava pré-especificada no protocolo.

 

Avaliou-se a combinação de morte cardiovascular, infarto ou AVC (MACE), além da combinação de morte por causa coronariana, infarto, trombose do stent, sangramento maior TIMI, sangramento intracraniano e sangramento fatal em uma média de seguimento de 33 meses.


Leia também: Clopidogrel ou ticagrelor em pacientes com síndrome coronariana aguda tratados com stents de nova geração (DES): CHANGE DAPT.


Um total de 12.558 pacientes (59,4% de toda a população do estudo) tinha lesão de múltiplos vasos. Neste grupo de pacientes o ticagrelor reduziu o risco de eventos combinados (7,94% vs. 9,37%, HR: 0,82; p = 0,004) e eventos coronarianos (6,02% vs. 7,67%, HR: 0,76; p < 0,0001), inclusive com uma redução de 36% de morte coronariana (HR: 0,64; p = 0,002).

 

Como era de se esperar, a contrapartida foi um aumento do sangramento maior segundo os critérios TIMI (2,52% vs. 1,08%, HR: 2,67; p < 0,0001), mas sem aumento do sangramento intracraniano ou o sangramento fatal.


Leia também: DACAB: o ticagrelor e a aspirina melhoram a perviedade das pontes venosas.


No braço placebo observou-se que os pacientes com doença de múltiplos vasos tinham um risco de eventos significativamente maior que aqueles com um único vaso responsável pelo infarto.

 

Conclusão

Os pacientes com antecedentes de infarto e doença de múltiplos vasos estão expostos a um risco mais alto de eventos e poderiam se beneficiar com uma redução significativa de eventos (tanto relativa quanto absoluta) mediante o tratamento a longo prazo com ticagrelor, além de baixas doses de aspirina.

 

O ticagrelor aumentou o risco de sangramento mas não o sangramento intracraniano ou o sangramento fatal.

 

Título original: Ticagrelor for Secondary Prevention of Atherothrombotic Events in Patients With Multivessel Coronary Disease.

Referência: Sameer Bansilal et al. J Am Coll Cardiol 2018;71:489–96.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?








Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top