Os artigos mais lidos de abril em cardiología intervencionista

1- Oclusão do forame oval a longo prazo em AVC criptogênico

Ocluir um forame oval patente em um paciente que apresenta um AVC criptogênico é um padrão de tratamento. Há, no entanto, muito poucos dados sobre a evolução destes pacientes a longo prazo.

Leia mais 

 

2- Aneurismas de aorta torácica descendente: temos um novo plano A?

A última evidência disponível sugere que a cirurgia aberta para aneurismas de aorta torácica descendente deveria ser a primeira opção. No entanto, este recente trabalho publicado no J Am Coll Cardiol parece que chega para reorientar a bússola.

Leia mais 

 

3- Resultados do MAIN-COMPARE: 10 anos de seguimento para uma rivalidade eterna

A angioplastia e a cirurgia de revascularização miocárdica disputam o tronco da coronária esquerda há muito tempo. Vários podem ser os pontos de vista para os resultados dos estudos. Se para os cirurgiões o tronco da coronária esquerda é cirúrgico (exceto por contraindicação cirúrgica), para os cardiologistas intervencionistas a angioplastia é factível e tem resultados similares no tratamento da lesão do tronco da coronária esquerda no que se refere a desfechos duros como a mortalidade.

Leia mais 

 

4- Balões vs. stents farmacológicos justo quando o paclitaxel está no olho do furacão

Depois de a FDA ter lançado um alerta sobre os dispositivos com paclitaxel em território femoropoplíteo e isso ter motivado a suspensão de alguns estudos em andamento, a verdade é que ditos dispositivos têm comprovada eficiência e continuam sendo utilizados.

Leia mais 

 

5- Custos hospitalares e das complicações das oclusões totais crônicas

Vale a pena recanalizar uma oclusão total crônica? Esta pergunta ainda circula nos diferentes trabalhos, todos com foco nos desfechos clínicos. Este trabalho (que será proximamente publicado no J Am Coll Cardiol Intv.) analisa outro aspecto, que é o custo, não só da quantidade de materiais que podemos chegar a utilizar para ter sucesso, mas também dos materiais e da estadia hospitalar no caso de termos complicações.

Leia mais 

 

6- A reparação da valva mitral com MitraClip demonstrou ser factível e segura

A reparação percutânea da valva mitral (TMVR) com o dispositivo MitraClip demonstrou ser factível e segura, constituindo-se em uma opção válida para os pacientes sintomáticos com insuficiência mitral severa com risco proibitivo. Neste estudo, o procedimento alivia os sintomas, a insuficiência cardíaca e tem um potencial benefício sobre o remodelamento ventricular. No entanto, muitos pacientes apresentam fibrilação atrial (FA) e não foi bem analisada a evolução da reparação mitral percutânea neste grupo específico.

Leia mais 

 

7- O dispositivo Lotus volta com forças renovadas e com a aprovação da FDA para concorrer com o Sapien 3 e o CoreValve Evolut R

Depois de terem sido relatados alguns eventos adversos sérios com a primeira geração do dispositivo Lotus, o mesmo foi retirado do mercado, mas seu conceito único não podia ser desaproveitado. Agora, volta renovado e com a aprovação da FDA, o que gera uma concorrência direta com os dois dispositivos líderes (Sapien e CoreValve), que até agora eram as únicas válvulas aprovadas para serem utilizadas no mercado dos Estados Unidos.

Leia mais 

 

8- O número mágico de casos a partir do qual a experiência entre no platô com relação ao TAVI

Cada operador tem um registro de quantos casos realizou. A pergunta que fica é se já alcançou seu máximo potencial ou se ainda pode continuar somando experiência e melhorando os resultados. Em outras palavras, seria esperável que um operador com 1.000 casos realizados tenha melhores resultados que um operador com apenas 500 casos?

Leia mais 


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?








Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top