Tag Archives: sangramento

Desafíos pendientes con el acceso radial

Desafios pendentes em relação ao acesso radial

Desafios pendentes em relação ao acesso radial

O recente estudo SAFARI-STEMI comparou o acesso radial com o femoral em pacientes cursando um infarto com supradesnivelamento do segmento ST sem encontrar diferenças significativas entre as duas estratégias. Os resultados deixaram um sabor amargo nos entusiastas do acesso radial, convencidos de seus benefícios e não dispostos a voltar atrás.  Dito sabor amargo não está

TAVI SURAVI

ProGlide Vs. Prostar XL para ocluir o acesso pós-TAVI

Realizar o implante percutâneo da valva aórtica (TAVI) de maneira minimalista é uma estratégia que chegou para ficar.  Já publicamos vários trabalhos que comparam a anestesia local vs. a geral, o uso de ecocardiograma transtorácico vs. transesofágico e a alta precoce no TAVI.  Em todos esses trabalhos o “combo minimalista” incluía a oclusão percutânea do

El acceso radial se asocia a menor mortalidad y menor sangrado en los pacientes cursando un infarto con supradesnivel del segmento ST que reciben angioplastia primaria.

O acesso radial continua sendo a melhor opção para a angioplastia primária

O acesso radial se associa a menor mortalidade e menos sangramento nos pacientes cursando um infarto com supradesnivelamento se segmento ST que são submetidos a angioplastia primária.  Isso tinha sido colocado em dúvida pelo recente estudo SAFARI-STEMI, mas após incluir seus resultados para realizar uma nova metanálise a balança se inclinou claramente a favor do

AHA 2020 | RIVER: Rivaroxaban como alternativa a la warfarina en pacientes con fibrilación auricular y protesis mitral biológica

AHA 2020 | RIVER: Rivaroxabana como alternativa à varfarina em pacientes com fibrilação atrial e prótese mitral biológica

O rivaroxabana parece ser uma alternativa razoável à varfarina em pacientes com fibrilação atrial e prótese mitral biológica. Estes resultados surgem do estudo RIVER apresentado no congresso AHA 2020 e simultaneamente publicado no NEJM. Depois de 5 anos de acompanhamento, o rivaroxabana alcançou o critério de não inferioridade em relação ao desfecho primário de morte,

Antiagregantes em população idosa: são seguros os novos inibidores do P2Y12?

Os pacientes idosos devem se resignar ao clopidogrel? O primeiro grande estudo com prasugrel mostrou um inaceitável aumento do sangramento na população idosa, sugerindo utilizar 5 mg (embora com uma população pequena na qual era difícil conhecer a eficácia de dita dose).  Depois chegou o ticagrelor com evidência de maior eficácia vs. o clopidogrel sem

TCT 2020 | Xience se suma a la evidencia de doble antiagregación corta en alto riesgo de sangrado

TCT 2020 | O Xience se soma à evidencia da dupla antiagregação curta em alto risco de sangramento

Continuar somente com aspirina depois de um período curto de dupla antiagregação (1 a 3 meses) não aumentou os eventos isquêmicos naqueles pacientes que receberam um stent Xience e, sim, conseguiu diminuir significativamente o sangramento.   Este trabalho consolida a ideia sobre a segurança de um período curto de dupla antiagregação com os stents farmacológicos contemporâneos nos

Doctor con tabletas de aspirinas

Como desescalar prasugrel após uma síndrome coronariana aguda?

Os pacientes que são submetidos a angioplastia coronariana após uma síndrome coronariana aguda poderiam desescalar a dupla antiagregação com prasugrel com o objetivo de manter a proteção sobre os eventos isquêmicos e, ao mesmo tempo, diminuir o risco hemorrágico.  O estudo HOST-REDUCE-POLYTECH-ACS (recentemente publicado no Lancet) incluiu 2338 pacientes que foram submetidos a angioplastia coronariana

ESC 2020 |O ticagrelor pode aumentar os sangramentos e a mortalidade em idosos

Na comparação entre o ticagrelor e o clopidogrel, o primeiro gera mais sangramentos e inclusive uma maior mortalidade em pacientes idosos de mais de 80 anos que cursaram um infarto agudo do miocárdio recentemente.  Ao contrário do que foi observado na população geral, estes dados do registro SWEDEHEART em pacientes pós-infarto com mais de 80

ESC 2020 | Infarto agudo e anemia: a transfusão é necessária?

Em pacientes cursando um infarto agudo do miocárdio e com anemia uma estratégia restritiva com relação às transfusões é tão segura quanto uma mais liberal e, além disso, é mais econômica em termos de custos. O ponto de corte para decidir uma transfusão seria < 8g/dl de hemoglobina.  Os resultados deste trabalho chamado REALITY foram

Podemos suspender a aspirina após uma angioplastia?

Descontinuar a aspirina após 1 a 3 meses de uma angioplastia para continuar com um inibidor do receptor P2Y12 reduz o risco de sangramento sem aumentar os eventos trombóticos. Esta afirmação é válida inclusive para os pacientes que são admitidos com uma síndrome coronariana aguda.  A dupla antiagregação plaquetária com aspirina mais um inibidor do

Top