Tag Archives: angina crônica estável

ESC 2019 | CLARIFY: Los síntomas predicen riesgo solamente en pacientes con infarto previo

ESC 2019 | CLARIFY: os sintomas predizem risco somente em pacientes com infarto prévio

ESC 2019 | CLARIFY: os sintomas predizem risco somente em pacientes com infarto prévio

O seguimento de 5 anos de pacientes com angina crônica estável (ou como agora chamam as diretrizes, “síndromes coronarianas crônicas”) indica que o risco de morte cardiovascular ou infarto não fatal é bastante baixo, mas que, para além disso, o controle dos fatores de risco é ainda muito precário. Esta informação surge do estudo CRARIFY,

ESC 2019 | THEMIS-PCI: diferentemente do que ocorreu com o estudo principal, aqui o ticagrelor vale a pena

Este trabalho é um subestudo do THEMIS, que foi apresentado durante as sessões científicas do ESC 2019 de Paris e simultaneamente publicado no Lancet. Todos os pacientes eram diabéticos com doença coronariana estável, mas neste subestudo tinham também o antecedente de uma angioplastia prévia. Incluíram-se mais de 11.000 pacientes com o mencionado antecedente e para

ESC 2019 | THEMIS: ticagrelor em diabéticos com doença coronariana estável

O uso de ticagrelor em pacientes com doença coronariana estável e diabetes reduz significativamente a taxa de eventos cardiovasculares maiores quando comparado à aspirina, segundo este trabalho apresentado no domingo no ESC 2019 e simultaneamente publicado no NEJM, embora o custo em termos de sangramento pareça inaceitável. A taxa do desfecho primário (combinação de morte

ESC 2019 | Novas diretrizes Europeias sobre “síndromes coronarianas crônicas”

Foram apresentadas em Paris durante as sessões científicas do ESC 2019 as novas diretrizes para diagnóstico e tratamento do que se definiu como síndromes coronarianas crônicas. Este documento, simultaneamente publicado no Euro Heart J., atualiza as diretrizes de 2013 no que se refere à cardiopatia isquêmica estável e tira a palavra “estável” do vocabulário para

A avaliação funcional das lesões avança também com ressonância magnética

A tomografia assumiu o desafio de desenvolver um software capaz de calcular o FFR de uma lesão de maneira não invasiva. A ressonância magnética não podia ficar atrás e também provou a não inferioridade com relação ao FFR, segundo o MR-INFORM, este trabalho recentemente publicado no prestigioso NEJM. Em pacientes com angina crônica estável e

Mortalidad y volumen de angioplastias de un centro ¿Tienen relación?

Prevendo o benefício da angioplastia coronariana

A angioplastia coronariana (ATC) reduz a angina e melhora a qualidade de vida dos pacientes com cardiopatia isquêmica crônica e estável, embora isso possa ser revisado à luz do estudo ORBITA. Enquanto isso, podemos aceitar como verdadeira a afirmação anterior até surgirem novos trabalhos que confirmem ou refutem os resultados do mencionado – e controverso

Utilidade clínica para tomar decisões com base no FFR derivado da tomografia

Nesta grande população de um registro multicêntrico o FFR derivado da tomografia modificou a recomendação de tratamento em dois terços dos pacientes em comparação com somente a angiografia por tomografia e esteve associado a muito menos angiografias invasivas negativas. Por outro lado, também previu a revascularização e identificou os pacientes de baixo risco. Poder conhecer

TCT 2018 | CorMicA trial: função coronariana em pacientes com angina e coronárias normais

A angina de peito sem estenose nas coronárias epicárdicas é um problema comum e com várias possíveis causas subjacentes. O objetivo principal deste trabalho foi testar a hipótese de que a terapia médica estratificada e guiada por um procedimento diagnóstico intervencionista poderia melhorar os resultados. Os pacientes sem lesões coronarianas e com angina foram imediatamente

8 artículos sobre Oclusiones Crónicas Totales que no puede dejar de leer

Vale a pena o esforço: recanalização de oclusões totais vs. tratamento médico ótimo

A recanalização bem-sucedida de uma oclusão total crônica (hoje estamos ao redor de 90%) leva a uma melhora significativa da qualidade de vida e da frequência dos sintomas em pacientes com angina crônica estável vs. apenas o melhor tratamento médico. Esses resultados são animadores e realmente são os que queríamos receber, embora os sintomas, com

CLARIFY: No hay beneficio en sobrevida con betabloqueantes más allá de un año post infarto

ESC 2018 | CLARIFY: Não há benefício na sobrevida com betabloqueadores no seguimento de um ano após infarto

Este é outro estudo que conclui que os betabloqueadores não têm impacto na mortalidade no seguimento de um ano após infarto agudo em pacientes com evolução estável, e que não trazem benefício para a sobrevida em pacientes com cardiopatia isquêmica estável que nunca tiveram infarto. Esta análise representa 5 anos de seguimento de um grande

Top