MITRA-FR: Reparação percutânea ou tratamento médico para a insuficiência mitral secundária

Gentileza do Dr. Adolfo Ferrero.

INTRODUÇÃO: Em pacientes com insuficiência cardíaca crônica e fração de ejeção ventricular esquerda reduzida, a regurgitação da valva mitral secundária, quando grave, associa-se a mal prognóstico. Não a ciência certa se a reparação percutânea da valva mitral melhora os resultados clínicos nesta população de pacientes, embora registros multicêntricos prévios assim o indiquem.

MÉTODOS: Foram randomizados – em proporção de 1:1 – pacientes com insuficiência mitral secundária grave (definida como área efetiva do orifício regurgitante > 20 mm2 ou um volume regurgitante > 30 ml por batimento), fração de ejeção do ventrículo esquerdo entre 15 e 40% e insuficiência cardíaca sintomática a reparação percutânea da valva mitral, além de receber tratamento médico (grupo de intervenção = 152 pacientes) ou a receber somente tratamento médico (grupo de controle = 152 pacientes). O resultado primário de eficácia foi uma mistura de morte por qualquer causa ou hospitalização não planificada por insuficiência cardíaca após 12 meses.

 

RESULTADOS: Após 12 meses, a taxa do desfecho primário foi de 54,6% (83 de 152 pacientes) no grupo de intervenção e de 51,3% (78 de 152 pacientes) no grupo de controle (OR, 1,16; IC de 95%: 0,73 a 1,84; p = 0,53). A taxa de morte por qualquer causa foi de 24,3% (37 de 152 pacientes) no grupo de intervenção e de 22,4% (34 de 152 pacientes) no grupo de controle (cocientes de riscos instantâneos: 1,11; IC de 95%: 0,69 a 1,77).


A taxa de hospitalização não planificada por insuficiência cardíaca foi de 48,7% (74 de 152 pacientes) no grupo de intervenção e de 47,4% (72 de 152 pacientes) no grupo de controle (cociente de riscos instantâneos: 1,13; IC de 95%: 0,81 a 1,56).

 

CONCLUSÕES: Entre os pacientes com regurgitação mitral secundária grave, a taxa de morte ou hospitalização não planificada por insuficiência cardíaca em um ano não diferiu significativamente entre os pacientes submetidos a reparação percutânea da valva mitral (mais tratamento médica) e os que receberam tratamento médico como única estratégia.

 

Gentileza do Dr. Adolfo Ferrero.

 

Título original: Percutaneous Repair or Medical Treatmentfor Secondary Mitral Regurgitation.

Referência: J.-F. Obadia, Et Al. For the MITRA-FR Investigators. NEJM DOI: 10.1056/NEJMoa1805374.

MITRA-FR: Reparación percutánea o tratamiento médico para la insuficiencia mitral secundaria

Descargar (PDF, Unknown)


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?








Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top