Até quando devemos esperar nos casos de estenose aórtica com fração de ejeção conservada?

Gentileza do Dr. Carlos Fava.

A estenose aórtica severa assintomática com boa fração ventricular gera um desafio. Atualmente não está completamente dilucidado quando devemos realizar a cirurgia, e segundo alguns relatórios recentes, tampouco sabemos qual é o grupo que se beneficia com a cirurgia.

Anillo pequeño, ¿debemos comenzar a elegir la válvula?Analisaram-se 1.678 pacientes com estenose aórtica severa assintomática ou com mínimos sintomas. Dentre eles 1.108 (66%) apresentavam fração de ejeção (FE) > 60%, 331 (20%) entre 55% e 59% e 239 (14%) < 55%.

 

A idade média dos pacientes foi de 76 anos, o grupo que apresentava FE < 55% estava composto por maioria de homens e registrou-se um elevado índice de fibrilação atrial, infarto, diâmetros e volumes ventriculares maiores e menor gradiente.


Leia também: Estenose aórtica severa assintomática em idosos: quando intervir?


758 pacientes receberam tratamento médico: 469 (62%) com FE > 60%, 167 (22%) com FE entre 55-59% e 122 (16%) com FE < 55%. Por outro lado, os restantes 920 pacientes foram submetidos a cirurgia dentro dos 3 meses em que se realizou o eco-Doppler: 639 (60%) com FE > 60%, 164 (18%) com FE 55-59% e 117 (13%) com FE < 55%.

 

A sobrevida em 5 anos foi de 72% para os pacientes com FE > 60%, de 74% para os de 55-59% e 59% para os de FE < 55% (p > 0,001). Na análise multivariada não houve diferenças para os que apresentavam FE > 60% e 55-59%, mas houve maior mortalidade entre os que apresentavam FE < 55%.


Leia também: Segurança dos programas de vigilância de Aneurismas de Aorta Abdominal.


O anteriormente afirmado foi observado tanto nos pacientes que foram submetidos a cirurgia quanto naqueles que receberam tratamento médico. A FE < 55% foi o ponto de corte que incrementou a mortalidade.

 

Conclusão

Nos pacientes com estenose aórtica severa e função ventricular assintomática (ou com mínimos sintomas no momento do diagnóstico) a fração de ejeção < 55% é um marcador de mal prognóstico com tratamento médico ou cirurgia. A sugestão, portanto, é que deveriam ser considerados para cirurgia antes deste estágio.

 

Gentileza do Dr. Carlos Fava.

 

Título original: Relationship Between Left Ventricular Ejection Fraction and Mortality in Asymptomatic and Minimally Symptomatic Patients With Severe Aortic Stenosis.

Referência: Yohann Bohbot, et al. J Am Coll Cardiol Img 2018 Article in Press


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?








Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top