Nova e discrepante informação sobre os vasos não culpados no infarto

Os pacientes com infarto agudo do miocárdio que apresentam lesão de múltiplos vasos não experimentam uma redução do tamanho de dito infarto com o tratamento das lesões não culpadas, mesmos quando estas são funcionalmente significativas. 

Nueva y discrepante información sobre los vasos no culpables en el infarto

Modelos animais sugerem que curtos períodos de isquemia em territórios não relacionados com o infarto (não culpados) podem proteger o território culpado graças ao pré-condicionamento isquêmico remoto. Dito pré-condicionamento, conforme esta perspectiva, diminuiria a injúria de reperfusão e se traduziria em uma diminuição do tamanho do infarto. 

O modelo clínico do pré-condicionamento isquêmico são os pacientes com lesões funcionalmente significativas em outros vasos que se apresentam cursando um infarto. 

O objetivo deste trabalho foi pesquisar sobre a associação entre doença de múltiplos vasos funcionalmente significativa e a redução do tamanho final do infarto em uma grande coorte contemporânea de pacientes. 

Foi feita uma ressonância magnética cardíaca em 610 pacientes submetidos a angioplastia primaria no dia 1 e depois de 3 meses.

Os pacientes foram estratificados em 3 grupos de acordo com as medições de FFR nas lesões não culpadas: lesão angiográfica em somente um vaso, doença de múltiplos vasos mas com FFR não significativo e doença de múltiplos vasos com FFR significativo. 


Leia também: A chave para tratar AVCs: saber quando parar.


Quatrocentos e trinta e um pacientes apresentaram lesão de um vaso por angiografia (71%), 35 apresentaram lesão funcional de um vaso (6%) e 144 apresentaram lesão funcional de múltiplos vasos (23%). 

Não foram observadas diferenças em relação ao tamanho do infarto ou do índice do miocárdio salvo entre os grupos. A lesão funcional de múltiplos vasos não se associou com um maior salvamento do miocárdio (p = 0,56) ou um menor tamanho do infarto (p = 0,55).

Os resultados expostos colocam em dúvida a teoria do pré-condicionamento isquêmico remoto. 

Conclusão

As lesões funcionalmente significativas de múltiplos vasos em pacientes que são submetidos a angioplastia primária não se associam a uma redução do tamanho do infarto ou a um aumento do índice do miocárdio salvo. Este é um dado importe para futuros trabalhos que estudem possíveis tratamentos cardioprotetores para os infartos. 

Título original: Ischemia From Nonculprit Stenosis Is Not Associated With Reduced Culprit Infarct Size in Patients with ST-Segment–Elevation Myocardial Infarction.

Referência: Kathrine Ekström et al. Circ Cardiovasc Imaging. 2021 May 5. Online ahead of print. doi: 10.1161/CIRCIMAGING.120.012290. 


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

*

Top