O acesso transcarotídeo para TAVI deve ser considerado quando o femoral não é factível

Gentileza do Dr. Carlos Fava.

Atualmente, o acesso femoral é o tratamento de escolha para realizar TAVI, já que está demonstrado que apresenta menos complicações. No entanto, quando não podemos utilizá-lo dispomos de outros acessos como o subclávio, o apical, o transcava, o transaórtico, e o transcarotídeo.

Este último foi testado em poucas análises e sempre empregando a válvula CoreValve. No entanto, contamos com escassa informação para este acesso com a válvula Edwards Sapien 3.

 

O registro francês incluiu 6.680 pacientes. Dentre eles, em 314 casos (4,7%) o TAVI foi feito pelo acesso transcarotídeo utilizando-se uma válvula percutânea Edward Sapien 3.


Leia também: Stents farmacológicos vs. balões farmacológicos em reestenose intrastent.


A idade média foi de 83 anos, com uma maioria de homens, com incidência de 26,8% de diabetes, 64% de doença vascular periférica, 18,2% de infarto, 39,2% de ATC, 20,1% de CRM. Uma grande porcentagem dos pacientes apresentava classe III-IV, 34% deles apresentava fibrilação atrial, 32,2% apresentava deterioro da função renal e a fração de ejeção foi de 55%. O STS foi de 5,8%, o Euroscore II foi de 5,7% e o Euroscore I foi de 18,1%.

 

O procedimento foi realizado sob anestesia geral em 97% dos pacientes. Além disso, a artéria carótida esquerda foi utilizadas em 73,6% dos pacientes e o sucesso do procedimento foi de 97%. Três pacientes faleceram por ruptura do anel e outros dois necessitaram a conversão a cirurgia por excessiva tortuosidade da carótida.


Leia também: Alerta da FDA sobre balões e stents farmacológicos em território femoropoplíteo.


Após 30 dias a mortalidade foi de 3,2%, o sangramento maior foi de 4,1%, o AVC ou TIA foram de 1,6% e a necessidade de implante de marca-passo foi de 16%.

 

Conclusão

Neste registro multicêntrico prospectivo, o TAVI por acesso transcarotídeo com a válvula Edwards Sapien 3 foi seguro e efetivo. O acesso transcarotídeo no TAVI deveria ser considerado como primeira alternativa em um grupo seleto de pacientes quando não for possível utilizar o acesso femoral. A válvula Edwards Sapien 3 foi segura e efetiva nesta coorte multicêntrica.

 

Gentileza do Dr. Carlos Fava.

 

Título original: Transcarotid Approach for Transcatheter Aortic Valve Replacement With the Sapien 3 Prosthesis.

Referência: Pavel Overtchouk, et al. J Am Coll Cardiol Intv 2019; article in press.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?








Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top