Lo más leído de mayo en cardiología intervencionista

1- Surpreendem os dados do EXCEL em diabéticos com lesão de tronco

Neste trabalho – especialmente desenhado para comparar a angioplastia com a cirurgia em pacientes com lesão do tronco da coronária esquerda e um escore de Syntax baixo o intermediário – os eventos após 30 dias e 3 anos dos stents eluidores de everolimus vs. cirurgia de revascularização miocárdica foram consistentes, tanto em pacientes diabéticos como em não diabéticos.

Lea más AQUÍ

2- EuroPCR 2019 | As imagens intravasculares são quase imprescindíveis para a planificação de uma angioplastia

O custo e o tempo são os dois inimigos das imagens intravasculares, embora a falta de experiência também possa ter um papel relevante neste cenário. O novo consenso de especialistas da European Association of Percutaneous Cardiovascular Interventions (EAPCI) apresenta no EuroPCR 2019 não só a necessidade de utilizar imagens, mas também a importância da utilização das imagens intracoronarianas no contexto de síndromes coronarianas agudas e coronariografias ambíguas para guiar com estes achados a intervenção de acordo com as características da placa.

Lea más AQUÍ

3- O TAVI continua ganhando terreno em pacientes de baixo risco

O implante percutâneo valvar aórtico (TAVI) se tornou o tratamento padrão para os pacientes com estenose aórtica severa e alto risco cirúrgico e deveria ser considerado como opção para os pacientes com risco intermediário. Nos últimos anos cresceu o número de pacientes de baixo risco tratados como TAVI. Este trabalho analisa os pacientes de baixo risco do registro alemão GARY (German Aortic Valve Registry) que receberam TAVI isolado vs. tratamento cirúrgico.

Lea más AQUÍ

4- EuroPCR 2019 | Última metanálise de TAVI: o espectro de tratamento abrange todos os pacientes

Esta nova metanálise combina todos os estudos randomizados de implante percutâneo da valva aórtica (TAVI) vs. substituição cirúrgica da valva aórtica e expande a abrangência do TAVI. A evidência que existe em todo o espectro de risco estudado respalda uma mudança de paradigma nos pacientes com estenose aórtica severa sintomática.

Lea más AQUÍ

5- EuroPCR 2019 | BASKET-SMALL 2: balões farmacológicos vs. DES em vasos pequenos

Este subestudo angiográfico respalda a segurança dos balões farmacológicos nos vasos pequenos. Os DES, apesar de um melhor resultado angiográfico, apresentaram 8 casos de trombose de stent vs. nenhum caso dos balões farmacológicos.

Lea más AQUÍ

6- Sessão Latam SOLACI-PCR

Uma ver mais, a SOLACI tem a honra de participar de um dos Congressos de Cardiologia Intervencionistas mais importantes do mundo: o EuroPCR 2019. Junto à nossa instituição irmã europeia, realizaremos uma formidável sessão conjunta sobre “Inovações no tratamento de lesões complexas de artérias coronarianas”, onde serão abordados temas vinculados ao STEMI, à CTO e às intervenções coronarianas.

Lea más AQUÍ

7- Revascularização completa em etapas vs. vaso culpado a longo prazo

A revascularização completa em etapas em pacientes com um infarto agudo do miocárdio em curso e lesões em outros vasos supera a angioplastia da artéria culpada isoladamente após 5 anos de seguimento.

Lea más AQUÍ

8- Jornadas Bolivia 2019: Concurso para Jovens Cardiologistas Intervencionistas

Temos o prazer de convidar os jovens cardiologistas latino-americanos para apresentar casos clínicos de interesse relacionados com a cardiologia intervencionista, nas próximas Jornadas SOLACI – Cochabamba 2019, que se realizarão nos dias 23 e 24 de agosto de 2019.

Lea más AQUÍ

9- A reparação tricúspide com resultados promissores

A insuficiência tricúspide (IT) é mais frequente do que imaginávamos. Nos EUA, aproximadamente 1,6 milhão de pessoas apresentam IT relevante e na Europa o número ascende a mais de 3 milhões.

Lea más AQUÍ

10- EuroPCR 2019 | CHOICE: válvula balão expansível vs. autoexpansível em pacientes de alto risco

O estudo CHOICE incluiu 241 pacientes com estenose aórtica severa de alto risco cirúrgico que receberam implante percutâneo da valva aórtica (TAVI) por acesso femoral que foram randomizados à válvula balão expansível (Edwards Sapien XT) vs. válvula autoexpansível (Medtronic CoreValve). Os desfechos foram mortalidade por qualquer causa, AVC, re-hospitalizações, parâmetros de função da válvula por ecografia e durabilidade.

Lea más AQUÍ


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top