EuroPCR 2019 | BASKET-SMALL 2: balões farmacológicos vs. DES em vasos pequenos

Este subestudo angiográfico respalda a segurança dos balões farmacológicos nos vasos pequenos. Os DES, apesar de um melhor resultado angiográfico, apresentaram 8 casos de trombose de stent vs. nenhum caso dos balões farmacológicos.

A utilização de balões farmacológicos em pacientes com vasos pequenos parece segura e os resultados angiográficos após um ano são comparáveis aos dos DES.

O estudo principal BASKET-SMALL 2 foi realizado em 14 centros da Alemanha, Suíça e Áustria. O trabalho teve um desenho aberto e de não inferioridade e incluiu 758 pacientes com lesões de novo em vasos pequenos (com pelo menos 2 mm mas com menos de 3 mm). Todas as lesões foram pré-dilatadas, o que estabeleceu como critério de inclusão para randomização a ausência de dissecções que comprometessem o fluxo bem como estenoses residuais inferiores a 30%.


Leia também: EuroPCR 2019 | As imagens intravasculares são quase imprescindíveis para a planificação de uma angioplastia.


Os pacientes selecionados foram randomizados a receber angioplastia com o balão eluidor de paclitaxel SeQuent Please (V. Braun Melsungen) ou DES de 1ª ou 2ª geração. Inicialmente foram utilizados TAXUS e depois o estudo prosseguiu com o Xience.

Os pacientes randomizados a balão farmacológico receberam dupla antiagregação por 4 semanas ao passo que no grupo DES a antiagregação foi de 6 semanas (sim, somente 6 semanas) caso se tratassem de pacientes estáveis ou de um ano nos casos de síndromes coronarianas agudas.

Após um ano a taxa de MACE foi de 7,33% para os balões vs. 7,45% para os DES, diferença que alcançou o critério de não inferioridade.


Leia também: EuroPCR 2019 | O seguimento a longo prazo dos novos bloqueios do ramo esquerdo pós-TAVI é tranquilizador com certas precauções.


Poderíamos criticar, do protocolo, o tempo reduzido de dupla antiagregação no grupo DES e angina crônica estável, especialmente considerando que no princípio do estudo foi utilizado um DES de primeira geração (o TAXUS) com comprovada maior taxa de trombose que os novos DES.

Descargar (PDF, Unknown)

Título original: Drug-coated balloons vs drug-eluting stents for the treatment of small coronary artery lesions: angiographic analysis from the randomized BASKET-SMALL 2 trial.

Apresentador: Jeger R et al.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top