O TAVI como anti-inflamatório? Um efeito que poucos imaginaram

Nunca vimos um efeito pleiotrópico assim, isto é, um dispositivo mecânico que pode ter um efeito anti-inflamatório sistêmico. O implante percutâneo da valva aórtica (TAVI), de fato, demonstrou possuir dito efeito. 

TAVI como antiinflamatorio

O estresse mecânico gerado pela estenose aórtica ativa múltiplas cascatas inflamatórias mediadas por monócitos. Este trabalho identificou o mecanorreceptor mais importante associado a essa cascata e ele se chama Piezo-1. Este receptor pode ser alvo de futuras drogas, mas por enquanto não podemos bloqueá-lo. O que sim, podemos fazer, é evitar que ele siga sendo estimulado. Para isso, temos que diminuir o estresse parietal com o TAVI. 

A possibilidade de que a estenose aórtica pudesse ser acelerada pela inflamação ou de que esta pudesse provocar inflamação por si mesma era desconhecida até o momento. 

O TAVI nos deu a oportunidade de testar a teoria para comparar a atividade de monócitos sob um grande estresses parietal (antes do TAVI) e depois resolvê-lo (pós-TAVI).

O grau de ativação dos monócitos foi determinado pelos anticorpos MAN-1, que são específicos para marcar as células ativadas pela B2 integrina Mac-1.


Leia também: SOLACI PERIPHERAL | 4° Caso Clínico: Dissecção da aorta torácica em pacientes com arco complexo.


Os monócitos ativados se aderem aos miócitos e estimulam as células endoteliais, a atividade fagocitária, a captura de lipoproteínas de muito baixa densidade oxidadas e a expressão de citocinas.  

Foram feitos diversos ensaios com a finalidade de obter essa informação antes e depois do TAVI. 

Após o TAVI o estresse parietal se reduziu com a conseguinte diminuição da atividade Mac-1, da adesão celular, da oxidação de lipoproteínas de muito baixa densidade e da expressão de marcadores inflamatórios nos monócitos circulantes. 


Leia também: Considerações para a melhor seleção de dispositivos no TAVI.


Também foi possível reproduzir no laboratório e sob condições muito controladas a produção, sob estresse parietal, do ingresso de cálcio aos monócitos aderidos mediante o canal mecanossensitivo Piezo-1.

A expressão deste receptor é dependente do estresse parietal e diminui claramente após o TAVI. 

Conclusão

Este estudo mostra que o estresse parietal decorrente de condições como a estenose aórtica severa ativa múltiplas funções nos monócitos mediadas pelo mecanorreceptor Piezo-1. Também mostra o efeito anti-inflamatório do TAVI e, portanto, seu novo e desconhecido benefício terapêutico. 

Descargar (PDF, Unknown)

Título original: Transcatheter Aortic Valve Implantation Represents an Anti-Inflammatory Therapy Via Reduction of Shear Stress–Induced, Piezo-1–Mediated Monocyte Activation.

Referência: Sara Baratchi et al. Circulation. 2020;142:1092–1105.  DOI: 10.1161/CIRCULATIONAHA.120.045536.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top