Cirurgia bariátrica por cateterismo?

Este trabalho piloto como prova de conceito pôde demonstrar que a embolização da artéria gástrica esquerda por cateterismo é bem tolerada e promove uma significativa perda de peso em comparação com um procedimento simulado ou encoberto (sham). 

¿Cirugía bariátrica por cateterismo?

Há consenso de que a obesidade está associada com mais eventos cardiovasculares e metabólicos. A dieta e as estratégias médicas são frequentemente inefetivas e pouco sustentáveis no tempo. 

A cirurgia bariátrica é efetiva, mas está reservada para os pacientes mais obesos devido aos riscos operatórios de qualquer cirurgia. 

Em estudos pré-clínicos, a nova terapia de embolização da artéria gástrica esquerda por cateter mostrou uma redução de peso associada à menor secreção por parte do fundo gástrico de grelina, um hormônio que estimula o apetite. 

O objetivo deste trabalho recentemente publicado no JACC foi examinar a eficácia da emboloterapia de maneira randomizada e simples-cega vs. um procedimento encoberto ou simulado. 

Foram incluídos 44 pacientes com um índice de massa corporal de entre 35 e 55 kg/m2 randomizados 1:1 a procedimento encoberto ou embolização por cateter da artéria gástrica esquerda utilizando um micro cateter com balão de oclusão e administrando através dele esferas de entre 300 e 500 mícrons. 


Leia também: Cirurgia bariátrica associada a menor mortalidade por infarto e AVC.


Todos os pacientes receberam um programa de mudanças de estilo de vida. Os médicos clínicos tratantes e os pacientes foram cegos para o procedimento recebido. Todos os pacientes foram submetidos a uma endoscopia basal e outra uma semana pós-procedimento. O desfecho primário foi a perda de peso em 6 meses.

Não houve complicações relacionadas à embolização e foi registrada somente uma complicação vascular. 

Os pacientes relataram náuseas leves e vômitos e a endoscopia revelou úlceras pequena e autolimitadas em 5 pacientes. 


Leia também: Dietas com baixos teores de carboidratos e progressão da calcificação coronariana.


Em 6 meses de seguimento a perda total de peso foi superior nos pacientes que receberam embolização vs. os randomizados a procedimento encoberto (9,4 kg/8,3% vs. 1,9 kg/1,8%, respectivamente, na análise por protocolo). Tal diferença de peso se manteve em um ano e continuou sendo significativa com relação ao procedimento encoberto. 

Conclusão

Este estudo piloto provou o conceito de embolização da artéria gástrica esquerda para conseguir uma perda significativa de peso em comparação com um procedimento encoberto. 

Título original: Transcatheter Bariatric Embolotherapy for Weight Reduction in Obesity.

Referência: Vivek Y. Reddy et al. J Am Coll Cardiol 2020;76:2305–17. https://doi.org/10.1016/j.jacc.2020.09.550.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

 

*

Top