Os betabloqueadores devem ser tomados por toda a vida após um infarto?

Os pacientes tratados de maneira ótima após um infarto não parecem se beneficiar a longo prazo com o uso dos betabloqueadores quando não apresentam insuficiência cardíaca ou deterioração da função sistólica. 

¿Los betabloqueantes son de por vida luego de un infarto?

Este trabalho investigou se existe algum efeito cardioprotetor dos betabloqueadores (BB) após vários anos de seguimento em pacientes estáveis com antecedente de infarto e sem insuficiência cardíaca. 

Utilizando a base de dados da Dinamarca foram analisados os pacientes admitidos cursando seu primeiro infarto, submetidos a angiografia e que receberam alta com aspirina e estatinas. 

Foram excluídos os pacientes com antecedente de infarto prévio, indicação prévia de BB ou contraindicação para BB. 

O desfecho primário foi definido como morte cardiovascular, infarto recorrente ou uma combinação de ambos. 

Com um total de mais de 30.000 pacientes estáveis incluídos (58% dos quais foram submetidos a angioplastia primária, 26% a angioplastia diferida e 16% somente a angiografia) observou-se que a enorme maioria (82%) ainda recebia os BB 3 anos após o infarto. 


Leia também: É possível suspender os Betabloqueadores pós-infarto agudo do miocárdio.


Ao comparar esses pacientes com os que tinham suspendido o tratamento (18%) não se observou nenhuma diferença em termos de morte cardiovascular, infarto recorrente ou a combinação de ambos. 

Conclusão

Este grande registro de todo um país com vários anos de seguimento mostra que os betabloqueadores não oferecem proteção adicional em pacientes estáveis que cursaram um infarto e que não apresentam insuficiência cardíaca. 

Descargar (PDF, Unknown)

Título original: Effect of long-term beta-blocker treatment following myocardial infarction among stable, optimally treated patients without heart failure in the reperfusion era: a Danish, nationwide cohort study.

Referência: Anders Holt et al. European Heart Journal (2021) 42, 907–914 doi:10.1093/eurheartj/ehaa1058.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

*

Top