Dupla antiagregação ultra curta após uma angioplastia complexa

Os resultados do seguimento de 1 mês de antiagregação plaquetária (DAPT) seguido de monoterapia de clopidogrel foram comparáveis a 12 meses de DAPT tanto em pacientes com angioplastia simples como complexas. Não se observou uma interação significativa entre o período de DAPT e a dificuldade do procedimento. 

Doble antiagregación ultra corta luego de una angioplastia compleja

Este trabalho é um estudo post hoc do STOPDAPT-2, no qual foi analisado o subgrupo de pacientes com angioplastias complexas. 

A importância do estudo radica no falto de ser incerta a segurança e eficácia da monoterapia com clopidogrel após um período ultracurto (1 mês) de DAPT, especialmente nas angioplastias complexas

O STOPDAPT-2 geral randomizou a 1 mês de DAPT seguido de monoterapia de clopidogrel vs. 12 meses de DAPT em pacientes que foram submetidos a angioplastia com stent eluidor de everolimus. 

Para o subestudo a angioplastia complexa foi definida como: 3 vasos tratados, ≥ 3 stents implantados, ≥ lesões tratadas, bifurcação com técnica de 2 stents, > 60 mm total de stent ou oclusão total crônica. Com a exceção de lesão no tronco da coronária esquerda são os anteriormente citados os critérios clássicos para definir uma angioplastia como complexa. 

O desfecho primário foi uma combinação de morte cardiovascular, infarto, trombose definitiva, AVC e sangramentos (segundo critérios TIMI). 


Leia também: ACC 2021 | VOYAGER PAD: utilidade da rivaroxabana após de uma angioplastia periférica.


Dos 3009 pacientes incluídos no estúdio geral 509 cumpriram o critério de angioplastia complexa (16,9%). Não foi observada uma interação significativa entre a complexidade da angioplastia e 1 mês de DAPT vs. 12 meses de DAPT nos desfechos primários (angioplastias complexas: 1,67% vs. 5,32%, HR 0,30; p = 0,04, e angioplastias simples: 2,5% vs. 3,35%, HR 0,75; p = 0,23 e p para a interação = 0,14).

Em um ano, o número acumulado de sangramentos maiores foi significativamente mais baixo naqueles que receberam somente um mês de DAPT. Isso é válido sem importar a complexidade da angiografia. 

É cada vez maior a evidência para os esquemas curtos de DAPT após de uma angioplastia com DES. No entanto, também é cada vez maior a incerteza sobre qual deveria ser a droga escolhida para continuar com a monoterapia. É difícil cruzar os dados com estudos como o Xience 28 que, diferentemente do STOPDAPT-2, utilizou a aspirina como monoterapia, já que especificamente incluiu pacientes com alto risco de sangramento.   


Leia também: ACC 2021 | Dispositivos eluidores de paclitaxel em doença periférica.


Uma vez que os DES contemporâneos alcancem o “efeito de classe” será o momento de randomizar a esquema ultra curto seguido de aspirina vs. esquema ultra curto seguido de um inibido P2Y12.

Conclusão

A monoterapia com clopidogrel após um mês de DAPT é comparável a 12 meses de DAPT em pacientes que são submetidos a angioplastias complexas. 

Título original: Very Short Dual Antiplatelet Therapy After Drug-Eluting Stent Implantation in Patients Who Underwent Complex Percutaneous Coronary Intervention: Insight From the STOPDAPT-2 Trial.

Referência: Ko Yamamoto et al. Circulation: Cardiovascular Interventions. 2021;14:e010384. https://doi.org/10.1161/CIRCINTERVENTIONS.120.010384.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

*

Top