Cardiopatia crónica articles

Evaluación funcional de las estenosis coronarias en la vida real: todavía no hicimos el click.

Avaliação funcional das estenoses coronarianas na vida real: a ficha ainda não caiu

Avaliação funcional das estenoses coronarianas na vida real: a ficha ainda não caiu

O uso da avaliação funcional das estenoses coronarianas (seguindo a recomendação classe IA, tanto dos guias americanos quanto dos europeus) não chega a 50% na prática clínica diária. A realidade é que mais da metade dos operadores continuam confiando cegamente na angiografia. A adoção da fisiologia coronariana para a tomada de decisões teve uma grande dispersão através

A angina é tão subjetiva como qualquer outra dor

Quase 80% dos pacientes randomizados neste trabalho reportam angina em CF II-III e quase todos (97%) tinham mais de um teste não invasivo positivo para isquemia que coincidia em território com o único vaso doente que tinham todas as suas coronárias. Para além do FFR ou do iFR, o estudo randomizou estes pacientes a angioplastia

acceso_radial

Compressão manual ou mecânica após um cateterismo por acesso radial

Para aqueles pacientes submetidos a um cateterismo por acesso radial, a compressão no local da punção, seja ela manual ou mecânica, não modifica a taxa de oclusão da artéria pós-procedimento. O tempo necessário para conseguir a hemostasia com a compressão manual é menor, mas parece pouco aplicável na prática clínica. Poderíamos fazer uma subanálise econômica

dia-3-imagenes-consistent-compressor

Consistent CTO study: recanalização com as técnicas atuais e stent SYNERGY

Este trabalho observacional incluiu 231 pacientes de 6 centros com oclusões totais crônicas utilizando as técnicas disponíveis na atualidade e alcançando o sucesso da recanalização em 90% dos casos (210 pacientes). Em todos estes pacientes em que a recanalização foi bem-sucedida foi utilizado o stent SYNERGY e na maior parte dos casos IVUS (90,5%). Somente

LeDRA: Acceso radial izquierdo “distal” para angiografía y angioplastia

LeDRA: Acesso radial esquerdo “distal” para angiografia e angioplastia

Recentemente, a artéria radial esquerda distal foi proposta como uma alternativa em pacientes selecionados com uma alta taxa de sucesso e baixa taxa de complicações. Este trabalho avaliou a viabilidade e segurança desta punção tanto para angiografia quanto para angioplastia coronariana. Foram incluídos 200 pacientes consecutivos com artéria radial esquerda palpável puncionada por 3 operadores

EuroPCR 2018 | SYNTAX II: resultados a 2 años de la mejor angioplastia vs cirugía en múltiples vasos

EuroPCR 2018 | SYNTAX II: resultados de 2 anos da melhor angioplastia vs. cirurgia em múltiplos vasos

Desde a publicação do SYNTAX original houve grandes avanços técnicos que influenciaram os resultados da angioplastia: Novas ferramentas para a estratificação do risco com o escore SYNTAX II que incorpora variáveis clínicas e anatômicas para orientar a decisão da equipe. Revascularização funcional (uso híbrido de iFR ou FFR). Otimização no implante do stent por IVUS.

BIO-RESORT: polímeros vs polímeros bioabsorbibles ¿Llegamos a una meseta con los DES?

EuroPCR 2018 | BIO-RESORT: polímeros vs. polímeros bioabsorvíveis . Chegamos a uma planície com os DES?

Este estudo randomizou 3.514 pacientes para receber o stent eluidor de everolimus de hastes finas e polímero biodegradável (SYNERGY) vs. o stent eluidor de sirolimus (ORSIRO) vs. o stent eluidor de zotarolimus com polímero permanente (RESOLUTE INTEGRITY). O desfecho combinado, que foi a taxa de falha do vaso alvo, foi similar entre os três dispositivos

EuroPCR 2018 | DESSOLV III: polímero bioabsorbible vs durable a 2 años

EuroPCR 2018 | DESSOLV III: polímero bioabsorvível vs. durável a 2 anos

O polímero recobre a maioria dos stents farmacológicos e serve para conter a droga antiproliferativa. Uma vez liberada a droga, o polímero continua ali e já foi associado a inflamação, reestenose e neoaterosclerose. O dispositivo MiStent possui um polímero bioabsorvível uma vez que a droga é liberada e poderia, teoricamente, reduzir a resposta inflamatória do

BVS_everolimus-compressor

As notícias continuam não sendo boas para as plataformas bioabsorvíveis

Um ano após o implante, na plataforma bioabsorvível eluidora de everolimus Absorb 1.1 observou-se (com estudos realizados com tomografia de coerência ótica) a produção de uma neoíntima que cobre as placas sem uma perda significativa do lúmen. Em 5 anos, o dispositivo deveria desaparecer completamente e os potenciais componentes trombogenéticos da placa deveriam estar cobertos

EuroPCR 2018 | LEADERS FREE: angioplastias complejas en pacientes con alto riesgo de sangrado

EuroPCR 2018 | LEADERS FREE: angioplastias complexas em pacientes com alto risco de sangramento

O estudo LEADERS FREE demonstrou que um stent sem polímero revestido com Biolimus A9 foi superior ao stent convencional em termos de segurança e eficácia em pacientes que receberam somente um mês de dupla antiagregação plaquetária devido a seu alto risco de sangramento. Para este subestudo foram analisados 667 pacientes do LEADERS FREE original que

SYNTAX III REVOLUTION: Muy buena correlación entre angiografía y tomografía en pacientes con tronco y múltiples vasos.

EuroPCR 2018 | SYNTAX III REVOLUTION: Muita boa correlação entre angiografia e tomografia em pacientes com lesão de tronco da coronária esquerda e múltiplos vasos.

Em pacientes com lesão de tronco da coronária esquerda ou três vasos a decisão do “heart team” sobre a estratégia de revascularização (angioplastia ou cirurgia) pode ser tomada somente com base nos dados não invasivos proporcionados pela tomografia, já que existe uma grande correlação com a angiografia convencional. Para o estudo SYNTAX III REVOLUTION o

Top