Tag Archives: dupla antiagregação plaquetária.

TCT 2020 | Xience se suma a la evidencia de doble antiagregación corta en alto riesgo de sangrado

TCT 2020 | O Xience se soma à evidencia da dupla antiagregação curta em alto risco de sangramento

Continuar somente com aspirina depois de um período curto de dupla antiagregação (1 a 3 meses) não aumentou os eventos isquêmicos naqueles pacientes que receberam um stent Xience e, sim, conseguiu diminuir significativamente o sangramento.   Este trabalho consolida a ideia sobre a segurança de um período curto de dupla antiagregação com os stents farmacológicos contemporâneos nos

THEMIS: eventos isquémicos y hemorrágicos en difícil equilibrio para el ticagrelor crónico

Ticagrelor para melhorar a perviedade de pontes venosas

A perviedade das pontes venosas é um dos “tendões de Aquiles” da cirurgia, especialmente após a publicação do estudo ARTS, no qual a revascularização arterial completa não foi superior ao padrão.  Uma antiagregação mais potente do que a aspirina poderia prolongar a perviedade das pontes venosas na falta de outras ferramentas técnicas para melhorar este

ESC 2020 | Contra a corrente, a monoterapia de AAS parece ser superior após o TAVI

Após o TAVI, os pacientes que não apresentam indicação para anticoagulação se beneficiam com a monoterapia de aspirina vs. a dupla antiagregação.  Este trabalho, que foi apresentado no ESC 2020 e simultaneamente publicado no NEJM parece ir contra a corrente da “moda” da monoterapia de inibidores do receptor P2Y12 e randomizou pacientes a monoterapia de

Podemos suspender a aspirina após uma angioplastia?

Descontinuar a aspirina após 1 a 3 meses de uma angioplastia para continuar com um inibidor do receptor P2Y12 reduz o risco de sangramento sem aumentar os eventos trombóticos. Esta afirmação é válida inclusive para os pacientes que são admitidos com uma síndrome coronariana aguda.  A dupla antiagregação plaquetária com aspirina mais um inibidor do

ACC Virtual 2020 | TICO: monoterapia de ticagrelor en síndromes coronarios agudos

ACC Virtual 2020 | TICO: monoterapia de ticagrelor em síndromes coronarianas agudas

Continuar com monoterapia de ticagrelor após 3 meses de dupla antiagregação plaquetária reduz os sangramentos maiores sem pagar um preço em termos de eventos isquêmicos em comparação com a dupla antiagregação por um ano em pacientes que cursaram uma síndrome coronariana aguda e receberam angioplastia com um stent farmacológico de segunda geração.  Suspender a aspirina

¿Se justifica utilizar filtro de protección distal en los puentes venosos?

A proteção gástrica volta aos holofotes após várias idas e vindas

Vários guias clínicos variam sua recomendação de acordo com a prescrição de inibidores da bomba de prótons em pacientes que estejam recebendo dupla antiagregação plaquetária após um infarto. Em 2015 a Sociedade Europeia (ESC) recomendava seu uso em pacientes com alto risco de sangramento, mas depois da atualização de 2017 passou a recomendá-la para todos

Cobertura precoce dos struts e sua implicância na dupla antiagregação

A angioplastia com stents farmacológicos guiada por tomografia de coerência ótica (OCT) melhora a cobertura precoce dos struts em comparação com a angioplastia guiada somente por angiografia. Não se observou diferença em termos de cobertura de struts entre os stents eluidores de everolimus com polímero permanente e os stents eluidores de biolimus com polímero bioabsorvível.

Seguridad de combinar los nuevos anticoagulantes y la doble antiagregación

Segurança de combinar os novos anticoagulantes e a dupla antiagregação

A fibrilação atrial é a arritmia mais comum e sua associação com o antecedente de infarto agudo do miocárdio ou angioplastia coronariana é bastante frequente. Segundo este estudo (recentemente publicado no JACC) feito em uma população do mundo real, a combinação de anticoagulantes diretos com dupla antiagregação plaquetária diminui significativamente o risco de sangramento e

doble antiagregacion plaquetaria sexo

Tempo de antiagregação após o tratamento de bifurcações

Definir o tempo de dupla antiagregação plaquetária parece uma história que não tem fim. Desde trabalhos que mostram a segurança de fazer esquemas mais curtos graças a novos stents até aqueles que inclusive sugerem dois anos de tratamento pela complexidade da anatomia tratada. Hoje não parece que estejamos perto de uma regra geral mas sim

Top