Tag Archives: DAPT

Sangrados mayores en pacientes con AAS más rivaroxabán

AAS vs. DAPT pós-TAVI: metanálise de estudos randomizados

AAS vs. DAPT pós-TAVI: metanálise de estudos randomizados

A aspirina (AAS) como monoterapia reduz o risco combinado de eventos trombóticos e hemorrágicos em comparação com a dupla antiagregação plaquetária (DAPT) em pacientes submetidos a implante percutâneo da valva aórtica (TAVI). Esta metanálise reproduz os resultados dos estudos randomizados de menor tamanho e não inclui o registo OCEAN-TAVI, o único que por enquanto mostrou

doble antiagregación plaquetaria

O dilema da DAPT vs. monoterapia também está presente após a cirurgia

Os pacientes que são submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica e recebem alta com um esquema de dupla antiagregação plaquetária (DAPT) com aspirina e clopidogrel se beneficiam com uma redução de eventos cardiovasculares e cerebrovasculares maiores em comparação com aqueles que recebem monoterapia de aspirina.  Além disso, aqueles que recebem DAPT não têm que pagar

Balancear el riesgo de sangrado vs trombótico para definir el tiempo de doble antiagregación

Dupla antiagregação ultra curta após uma angioplastia complexa

Os resultados do seguimento de 1 mês de antiagregação plaquetária (DAPT) seguido de monoterapia de clopidogrel foram comparáveis a 12 meses de DAPT tanto em pacientes com angioplastia simples como complexas. Não se observou uma interação significativa entre o período de DAPT e a dificuldade do procedimento.  Este trabalho é um estudo post hoc do

doble antiagregacion plaquetaria sexo

Antiagregação plaquetária no AVC ou no AIT: simples ou dupla?

A antiagregação plaquetária é fundamental para prevenir eventos trombóticos após um acidente isquêmico transitório (AIT) ou um AVC isquêmico. O papel da aspirina está bem estabelecido nesse cenário, mas está surgindo evidência para um período curto de dupla antiagregação (DAPT). Agora, a pergunta que não quer calar é se dita estratégia pode evitar AVCs recorrentes

duración terapia de doble antiagregación plaquetaria

Dupla antiagregação e TAVI: as diretrizes se tornaram obsoletas em vários sentidos

As atuais diretrizes da prática clínica recomendam dupla antiagregação plaquetária (DAPT) de 3 a 6 meses após o implante percutâneo da valva aórtica (TAVI). Nos últimos tempos surgiu nova informação que contradiz dita recomendação e que finalmente foi condensada na presente metanálise recentemente publicada no JAHA.  Todas os trabalhos realizados até novembro de 2020 que

Xience recebe o CE Mark para esquemas curtos e ultracurtos de DAPT

É aprovado na Europa o esquema de dupla antiagregação plaquetária (DAPT) de somente 1 mês após a angioplastia com um stent Xience em pacientes com alto risco de sangramento.  A aprovação do CE Mark chega após a publicação dos estudos Xience 28 e Xience 90. Logo que a autorização foi confirmada, a Abbott anunciou o

Esquema corto y monoterapia, una práctica llena de evidencia

Esquema curto e monoterapia, uma prática com muita evidência

Um esquema de 1 a 3 meses de dupla antiagregação plaquetária (DAPT) seguido de monoterapia de um inibidor P2Y12 após o implante de um stent farmacológico (DES) de 2ª geração é mais seguro e tem a mesma efetividade de um esquema tradicional. A ideia é clara, mas por que não se testou continuar apenas com

Más stents suman evidencia al esquema corto y nos acercamos al “efecto de clase”

Mais stents somam evidência ao esquema curto e aproximamo-nos do “efeito de classe”

Os pacientes com alto risco de sangramento que são submetidos a angioplastia coronariana com stent Orsiro podem ser considerados para um esquema curto de dupla antiagregação plaquetária.  Estes dados surgem do estudo SMART-CHOICE, recentemente publicado no JAHA e somam o stent Orsiro à lista dos dispositivos com evidência que respalda somente 3 meses de dupla

Top