A técnica na angioplastia do tronco pode modificar o tempo de dupla antiagregação

Até 20% dos pacientes que recebem angioplastia no tronco da coronária esquerda requerem uma técnica com 2 stents, e seria de se esperar que este número cresça após a publicação do DKCRUSH-V. No entanto, este trabalho contradiz o DKCRUSH-V e volta à teoria de que “mais simples é melhor”, já que os pacientes que receberam um só stent apresentaram menos revascularizações e menos falhas da lesão que quando usaram 2 stents. Inclusive vai além do anteriormente afirmado e sugere-nos que deveríamos prolongar o tempo de antiagregação plaquetária quando utilizamos a técnica de 2 stents.

La ATC es una alternativa válida en el TCIO objetivo do trabalho foi avaliar o impacto do tempo de dupla antiagregação de acordo com a técnica utilizada para tratar a bifurcação do tronco da coronária esquerda.

 

Foi feita uma análise de 5 registros multicêntricos buscando como eventos a combinação de falha da lesão alvo e eventos trombóticos, além de diferenças em seus componentes individuais. Foram analisados os subgrupos de acordo com a duração da antiagregação plaquetária.


Leia também: DKCRUSH-V: o mais simples nem sempre é o melhor quando se trata de tronco da coronária esquerda.


Dos 13.172 pacientes do registro que receberam angioplastia com stents de nova geração, um total de 700 recebeu angioplastia na bifurcação do tronco da coronária esquerda (567 com estratégia de 1 stent e 133 com 2 stents).

 

A taxa de falha da lesão alvo e de revascularização foi maior no grupo que recebeu 2 stents (a maioria deles com lesões anatomicamente mais complexas).

 

O risco de eventos trombóticos foi comparável entre as duas estratégias, embora na análise de subgrupos tenha se constatado que o grupo com técnica de 2 stents teve um risco significativamente maior quando recebeu dupla antiagregação por menos de um ano, ao passo que o risco foi similar quando continuaram com a antiagregação para além de um ano.


Leia também: EXCEL-QOL Substudy: similar qualidade de vida com cirurgia e angioplastia do tronco da coronária esquerda.


Este estudo aporta evidência de que a complexidade da angioplastia realizada pode ajudar a definir o tempo de dupla antiagregação plaquetária.

 

Título original: Dual Antiplatelet Therapy Duration Determines Outcome After 2- But Not 1-Stent Strategy in Left Main Bifurcation Percutaneous Coronary Intervention.

Referência: Tae-Min Rhee et al. J Am Coll Cardiol Intv 2018;11:2453–63.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?








Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top