Ticagrelor ou prasugrel em pacientes agudos que são submetidos a angioplastia

Continuamos nos fazendo a mesma pergunta uma e outra vez: ticagrelor ou prasugrel? Com escassas margens entre as duas drogas em termos de eficácia e sangramento, custa-nos tomar a decisão sobre qual delas indicar. 

Ticagrelor o prasugrel en pacientes agudos que reciben angioplastia

Com algumas limitações metodológicas, este trabalho publicado no JAMA parece esclarecer o panorama ao menos para os pacientes que são submetidos a angioplastia (sempre falando de síndromes coronarianas agudas). 

Esta análise preespecificada pós-randomização analisou um subgrupo de 3377 pacientes que se apresentaram cursando uma síndrome coronariana aguda. Os pacientes foram randomizados a receber ticagrelor ou prasugrel, sendo que a randomização foi feita antes da angioplastia. 

O desfecho primário foi uma combinação de morte por qualquer causa, infarto do miocárdio ou AVC em 12 meses. O desfecho primário de segurança foram os sangramentos BARC 3 a 5. 

Mil, seiscentos e setenta e seis pacientes receberam ticagrelor vs. 1701 que receberam prasugrel. Os grupos estavam bem balanceados no que se refere às características clínicas. 

O desfecho primário ocorreu em 9,8% do grupo ticagrelor vs. 7,1% do grupo prasugrel (HR 1,41; IC 95%, 1,11 a 1,78; p = 0,005). Ao consideramos somente os infartos o prasugrel também teve vantagem (5,3% vs. 3,8%; p = 0,03).


Leia também: Nova tecnologia em DES que promete se estabelecer como a próxima geração.


Previa-se que o ticagrelor podia compensar os eventos trombóticos devido à sua histórica segurança em sangramentos (dado que vem do estudo PLATO), mas isso não ocorreu: ambas as drogas tiveram taxas similares de sangramentos BARC 3 a 5 (5,3% vs. 4,9%; p = 0,54).

Conclusão

Em pacientes que se apresentam cursando uma síndrome coronariana aguda e são submetidos a angioplastia, a incidência do desfecho primário foi menos frequente entre os que receberam prasugrel sem haver nenhum custo em termos de sangramento. 

Isso coloca o prasugrel como uma estratégia superior, embora não em termos definitivos; as observações foram obtidas de um subgrupo pós-randomização, motivo pelo qual são necessários estudos dedicados para responder definitivamente a este interrogante. 

Descargar (PDF, Unknown)

Título original: Ticagrelor or Prasugrel for Patients With Acute Coronary Syndrome Treated With Percutaneous Coronary Intervention. A Prespecified Subgroup Analysis of a Randomized Clinical Trial.

Referência: J. J. Coughlan et al. JAMA Cardiol. 2021 Jun 30. Online ahead of print. doi: 10.1001/jamacardio.2021.2228. 


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

*

Top