arquivo articles

Resultados a 5 años del cierre de orejuela

Experiência de 5 anos ocluindo o apêndice atrial esquerdo: mais evidência que não se traduz à prática clínica

Experiência de 5 anos ocluindo o apêndice atrial esquerdo: mais evidência que não se traduz à prática clínica

O uso da oclusão percutânea do apêndice atrial esquerdo cresceu 3,6 vezes entre 2011 e 2015 sem que este aumento do volume se traduzisse em um aumento significativo dos eventos intra-hospitalares nesta população do “mundo real” da Alemanha. A pergunta que surge é: a Alemanha pode ser considerada o “mundo real” para a América Latina?

Mejorando los resultados luego de la revascularización de miembros inferiores

Melhorando os resultados após a revascularização de membros inferiores

A habilidade dos operadores combinada com o aprimoramento e diversidade dos dispositivos para revascularizar membros inferiores aumentou claramente na última década. No entanto, a pergunta que surge é se esta factibilidade técnica que antes não tínhamos está se traduzindo em uma melhora clínica para os pacientes ou simplesmente está aumentando o ego dos Intervencionistas. Este

Momento óptimo para revascularizar un infarto con elevación transitoria del ST

Infartos periprocedimiento em angioplastia vs. em cirurgia do tronco da coronária esquerda

Segundo o estudo EXCEL os infartos periprocedimento foram mais comuns após a cirurgia do tronco da coronária esquerda em comparação com a angioplastia, o que se associou de maneira contundente com um aumento da mortalidade após 3 anos depois do controle de todos os possíveis elementos de confusão. Este aumento da mortalidade foi observado somente

El alta en el mismo día luego de una angioplastia coronaria es cada vez más popular pero todavía no es regla

Alta no dia seguinte pós-TAVI: a segurança é a mesma para todas as válvulas?

Há evidência (ainda relativamente escassa) de que parece seguro dar alta no dia seguinte aos pacientes que recebem a válvula balão expansível e que cumpram com certas condições. O mesmo ainda não estava escrito para uma válvula autoexpansível. Este trabalho agrega algo de informação para este último tipo de válvula quando a estratégia foi minimalista

Lo más leído de Junio en cardiología intervencionista

Os Artigos Mais Lidos em Cardiología Intervencionista

1- O que fazer com níveis de pressão entre 130/80 e 139/89 mmHg? A decisão a tomar em um paciente livre de tratamento que apresenta cifras de tensão arterial acima de 160 mmHg de sistólica ou 100 mmHg de diastólica é fácil e está respaldada pelos guias: é necessário iniciar o tratamento imediatamente juntamente com

A avaliação funcional das lesões avança também com ressonância magnética

A tomografia assumiu o desafio de desenvolver um software capaz de calcular o FFR de uma lesão de maneira não invasiva. A ressonância magnética não podia ficar atrás e também provou a não inferioridade com relação ao FFR, segundo o MR-INFORM, este trabalho recentemente publicado no prestigioso NEJM. Em pacientes com angina crônica estável e

terapia antitrombótica triple

Estratégias antitrombóticas em fibrilação atrial e angioplastia

Qual é a estratégia antitrombótica mais apropriada para um paciente com fibrilação atrial e doença coronariana, particularmente se dito paciente é admitido por uma síndrome coronariana aguda ou recebe angioplastia coronariana? Esta é uma pergunta que ainda está sendo respondida e, como sabemos, a literatura costuma ser dinâmica. O que lemos ontem pode ser velho

Leonardo Da Vinci

Quinhentos anos do que talvez tenha sido o começo da cardiologia moderna

Tendo em vista o aniversário de 5 séculos da morte de Leonardo da Vinci (1452-1519), parece-nos mais que apropriado recordar seu apaixonado esforço por estudar o coração humano. Da Vinci foi um famoso artista, mas também um engenheiro inovador e inventor que esteve séculos à frente da ciência moderna. Suas explorações científicas do corpo humano

¿Qué pasa cuando nos encandilamos con el tronco y no vemos el resto de las lesiones?

O que ocorre quando damos demasiada relevância ao tronco e não vemos o resto das lesões?

Segundo esta recente análise do Excel, a mortalidade parece aumentar quando o escore de SYNTAX II não é levado em consideração para definir a estratégia de revascularização. A diferença não alcança a significância estatística e são necessários mais estudos, mas a mensagem é clara: a importância não se concentra somente no tronco. As outras lesões

La recanalización de las CTO mejora la calidad de vida

Medicação antianginosa antes e depois de uma recanalização

O incremento ou a redução da medicação antianginosa foi menos comum que a manutenção de todo o tratamento sem mudanças após uma recanalização de uma oclusão total crônica com pequenas variações. É necessário realizar mais estudos para saber que pacientes se beneficiariam ou não com estas drogas bem como desenvolver estratégias para ajustar o tratamento

Top