Concordância entre tomografia e angiografia em pacientes do ISCHEMIA

A angiografia guiada por tomografia mostrou uma alta concordância com a angiografia convencional para identificar doença coronariana significativa e descartar doença do tronco. 

tomografía y la angiografía ISCHEMIA

Dita angiografia por tomografia foi feita em um grupo de pacientes antes da randomização no estudo ISCHEMIA

Estes dados serão proximamente publicados no JACC imagens e somam muita evidência a favor do diagnóstico não invasivo. 

O auge da tomografia surgiu para solucionar o problema oposto. Em tal sentido, seu alto valor preditivo negativo motivou seu uso para descartar doença coronariana em pacientes com estudos funcionais não convincentes. 

O poder da tomografia vs. a angiografia em pacientes com isquemia significativa nos testes funcionais e, além disso, com uma alta probabilidade de doença coronariana, não tinha sido provado até a atualidade. 

Foi levada a cabo uma tomografia “a cegas” antes da randomização para excluir os extremos opostos da doença coronariana, isto é, a lesão de tronco da coronária esquerda, por um lado, e as coronárias sem lesões, por outro. 

Ato contínuo, a randomização definiu a estratégia inicial, conservadora ou invasiva (esta última guiada por angiografia e revascularização ótima). 


Leia também: Os betabloqueadores devem ser tomados por toda a vida após um infarto?


Foram definidas como anatomicamente significativas todas as lesões maiores ou iguais a 50%

Mil setecentos e vinte e oito (1728) pacientes foram identificados pela tomografia por apresentarem lesão de ao menos um vaso e ausência de lesão do tronco da coronária esquerda. 

A angiografia convencional confirmou em 97,1% das vezes a ausência de lesão de tronco da coronária esquerda e em 92,2% lesão em ao menos um vaso. Apenas 4,9% não apresentou lesões significativas na angiografia. 


Leia também: TAVI vs a válvula cirúrgica menos invasiva.


Utilizar um diâmetro de estenose de 70% em vez de 50% modificou essa excelente precisão diagnóstica.

Conclusão

A tomografia demonstrou uma excelente concordância com a angiografia para identificar pacientes com lesões coronarianas significativas e descartar doença do tronco da coronária esquerda. 

Descargar (PDF, Unknown)

Título original: Coronary CT Angiography Followed by Invasive Angiography in Patients With Moderate or Severe Ischemia-Insights From the ISCHEMIA Trial.

Referência: G.B. John Mancini et al. J Am Coll Cardiol Img 2021, article in press. https://doi.org/10.1016/j.jcmg.2020.11.012.


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

*

Top