Artículos Especiais COVID-19

Injuria miocárdica por COVID-19 inclusive em jovens e com sintomas leves

A maioria dos pacientes jovens que não requereram hospitalização pela infecção por SARS-CoV-2 mostraram ressonâncias anormais independentemente dos meses do diagnóstico.

Leia mais AQUI

Infartos, AVC e síndromes aórticas: todas as emergências à sombra da pandemia

A pandemia ocasionada pelo novo coronavírus levou a uma diminuição das consultas hospitalares relacionadas às doenças cardiológicas e neurológicas mais urgentes, como infartos, AVC ou dissecções aórticas. Estas emergências são tratadas em centros de alta complexidade, motivo pelo qual é relativamente fácil analisar a quantidade de traslados antes e durante a pandemia

Leia mais AQUI

Rápida diminuição dos anticorpos nos doentes com manifestação leve de COVID-19

Uma rápida diminuição na titulação de anticorpos anti-SARS-CoV-2 em doentes leves faz soar os alarmes sobre a proteção destes contra o novo vírus. 

Leia mais AQUI

Quando e como a dexametasona poderia ser útil na infecção por Covid-19?

Surgiram mais detalhes do braço de pacientes com COVID-19 que receberam dexametasona incluídos no estudo RECOVERY. 

Leia mais AQUI

TEP em COVID-19: fatores de risco diferentes dos clássicos?

 

Os fatores de risco para tromboembolismo pulmonar (TEP) em pacientes com COVID-19 são diferentes dos fatores clássicos que conhecemos. 

Leia mais AQUI

Vasculite, trombose e angiogênese: padrões únicos que diferenciam a Covid-19

Nesta pequena – mas nem por isso menos interessante – série, observa-se que a angiogênese poderia distinguir a fisiopatologia pulmonar da Covid-19 de outras infecções virais que podem afetar o pulmão com uma severidade similar (por exemplo a influenza) 

Leia mais AQUI

Posição da Sociedade Europeia de Intervencionismo durante a pandemia

Este documento é o resultado da fusão de pareceres da Sociedade Europeia de Intervenções Cardiovasculares Percutâneas (European Association of Percutaneous Cardiovascular Interventions, EAPCI) e da Sociedade de Cuidados Cardiovasculares Agudos (Acute Cardiovascular Care Association, ACVC). 

Leia mais AQUI

EuroPcr 2020 | As mortes súbitas aumentam o dobro ou o triplo ao passo que os infartos diminuem

Há cada vez mais relatos no mundo que documentam um aumento significativo das mortes súbitas no domicílio durante a pandemia de Covid-19. Estas mortes são causadas pelo vírus e sua capacidade de produzir arritmias letais ou são os pacientes com infarto que não estão recorrendo à consulta no hospital. 

Leia mais AQUI

Injúria miocárdica em mais de um terço dos infectados por COVID-19

Aproximadamente um terço dos pacientes hospitalizados por COVID-19 têm algum grau de injúria miocárdica, o que se relaciona com um incremento da mortalidade em comparação com os pacientes que não apresentam elevação das troponinas. 

Leia mais AQUI

Estimando o risco de infecção no pessoal de saúde

Em linhas gerais, um de cada 100 trabalhadores da saúde em hospitais que recebem pacientes positivos para Covid-19 acabam se infectando. Estes dados não são homogêneos nos diferentes países e regiões do mundo e tampouco implicam que estar na primeira linha resulte necessariamente em um maior risco. 

Leia mais AQUI

 

Prioridades na sala de cateterismo para escapar do olho da tempestade da COVID-19

O tsunami da pandemia por COVID-19 alcançou todos os serviços de cardiologia intervencionista, especialmente aqueles que realizam angioplastia primária. 

Leia mais AQUI

Covid-19 e o dano colateral que ninguém contabiliza

O Dr. Metzler e seus colaboradores realizaram uma busca retrospectiva para conhecer o impacto da pandemia por Covid-19 sobre o diagnóstico e tratamento das síndromes coronarianas agudas durante o mês de março de 2020 na Áustria. O que eles fizeram foi, basicamente, tentar traduzir em cifras o dano colateral que todos nós imaginamos mas que nenhum governo informa. 

Leia mais AQUI

Manejo dos infartos durante a pandemia de Covid-19

Os pacientes com doença cardiovascular que se infectam por Covid-19 têm um particular risco de morbimortalidade. De qualquer forma, é importante ressaltar que a maioria dos que necessitam cuidados cardiovasculares por cardiopatia isquêmica, doença vascular periférica ou cardiopatia estrutural não estão infectados. 

Leia mais AQUI

Sequelas cardiovasculares da COVID-19

A injúria miocárdica, definida como um aumento do nível de troponinas, pode ocorrer tanto devido a eventos isquêmicos quanto devido a eventos não isquêmicos. A miocardite seria um exemplo de evento não isquêmico. 

Leia mais AQUI

A favor da angioplastia primária sempre e também em tempos de pandemia

Comparada com os fibrinolíticos, a reperfusão com angioplastia primária é mais confiável, durável e apresenta menos complicações. Isso redunda em um benefício clínico puro maior, tanto em termos de mortalidade quanto de reinfarto e sangramento. 

Leia mais AQUI

A favor do uso de trombolíticos em época de pandemia

A pandemia por Covid-19 alterou drasticamente o acesso à terapia de reperfusão em pacientes cursando um infarto com supradesnivelamento do segmento ST. Neste momento adverso talvez seja prudente reavaliar o algoritmo de reperfusão. 

Leia mais AQUI

Trombose e tromboembolia associada à COVID-19

A doença por coronavírus 2019 (Covid-19) é uma infecção viral respiratória que pode causar uma síndrome respiratória aguda severa (SARS-CoV-2), predispondo à trombose (tanto em veias quanto em artérias) devida a uma excessiva inflamação, ativação plaquetária, disfunção endotelial e estase.

Leia mais AQUI

Qual tem sido o impacto da pandemia nos infartos? A experiência chinesa

Os infartos agudos do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST têm uma alta mortalidade e morbidade. A estratégia de tratamento típica é a angioplastia primária. Todo o sistema tem estabelecido protocolos muito diligentes para minimizar o tempo de isquemia desde o início dos sintomas até o tratamento definitivo na sala de cateterismo. 

Leia mais AQUI

Diretrizes da Sociedade Europeia de Cardiologia para o manejo da COVID-19

Um dos primeiros enunciados deste documento esclarece que não se trata de uma “diretriz habitual” na qual o conteúdo é desenvolvido após um profundo estudo de toda a evidência publicado desde a última atualização. Ao contrário, pretende ser somente um compêndio básico e transitório sobre como manejar diferentes cenários de pacientes cardiológicos no contexto da pandemia por COVID-19. 

Leia mais AQUI

Infartos com supradesnivelamento do segmento ST nos tempos do COVID-19

Este estudo retoma a experiência de 6 centros durante o primeiro mês da pandemia por COVID-19 em Nova York. Todos os pacientes incluídos apresentaram diagnóstico confirmado de infecção por coronavírus e, além disso, exibiram supradesnivelamento do segmento ST no eletrocardiograma. 

Leia mais AQUI

Critérios para reprogramar procedimentos em época de pandemia

Os pacientes com cardiopatias estruturais estão expostos a um maior risco perante a infecção pelo novo coronavírus tanto devido à idade avançada quanto às comorbidades. 

Leia mais AQUI


Gostaria de receber um resumo semanal com os últimos artigos científicos?

Sua opinião nos interessa. Pode deixar abaixo seu comentário, reflexão, pergunta ou o que desejar. Será mais que bem-vindo.

*

Top