Carótidas articles

Novas ferramentas para definir a intervenção em carótidas assintomáticas

Novas ferramentas para definir a intervenção em carótidas assintomáticas

Esta metanálise que inclui 14 estudos comparou o consumo de 18F-FDG em PET/CT entre pacientes sintomáticos e assintomáticos e demonstrou um consumo significativamente maior naqueles pacientes com lesões sintomáticas. Embora seja verdade que as imagens PET/CT dos ateromas são uma ferramenta em investigação e sua aplicabilidade na prática clínica está limitada, poderiam, em um futuro

Los 10 mandamientos de las nuevas guías sobre enfermedad periférica de la ESC

Os 10 mandamentos dos novos guias da ESC sobre doença periférica

Os autores realizam um resumo muito ameno dos pontos mais importantes dos novos guias sobre diagnóstico e tratamento da doença vascular periférica. Esperamos que a enumeração do mais importante em 10 pontos à imagem dos mandamentos evite-lhes a sempre tediosa tarefa de ler um guia completo. Em janeiro de 2018 o artigo dos 10 mandamentos

As novidades dos guias Europeus em doença vascular periférica

Desde a última versão dos Guias Europeus para o diagnóstico e tratamento da doença vascular periférica de 2011 foram publicados muitos trabalhos e registros que justificam um ajuste em vários pontos. A grande novidade foi o “trabalho em equipe”, já que pela primeira vez os guias foram feitos em colaboração com a Sociedade Europeia de

Las nuevas guías de Hipertensión podrían estar a la altura de sus antecesoras

Os novos guias de Hipertensão Arterial de 2017 poderiam estar à altura de seus antecessores

Desde os primeiros relatórios, lançados lá pela década de 1920, temos estudado, reconhecido e documentado o excesso de eventos associados à hipertensão arterial. Esta relação linear entre o nível de pressão arterial e o risco de AVC é evidente em todos os adultos, não importando a idade, sexo ou raça, o que transformou a hipertensão arterial

¿Cuál es el efecto de las estatinas sobre las amputaciones y la sobrevida en la enfermedad vascular periférica?

Qual é o efeito das estatinas sobre as amputações e a sobrevida na doença vascular periférica?

A prevalência da doença arterial periférica é de entre 15 e 20% dos pacientes idosos a partir de 65 anos e sua gravidade está muito subestimada. De fato, a mortalidade anual é maior nos pacientes com doença arterial periférica (8,2%) do que a observada naqueles pós-infarto agudo do miocárdio (6,3%). Apesar disso, o conselho médico e os esforços

Eficacia del stent micromallado en la angioplastia carotídea

Eficácia do stent de micromalha na angioplastia carotídea

A maioria das publicações, tanto as recentes como as históricas, associam a angioplastia carotídea com uma taxa mais alta de AVC (menores, mas AVC enfim), quando comparada com a endarterectomia carotídea no período agudo. No entanto, após os 30 dias a angioplastia e a cirurgia se equiparam. Muitos avanços técnicos que incluíram novos desenhos de stents e

Lesión de múltiples vasos y enfermedad carotidea severa ¿Cómo proceder?

Lesão de múltiplos vasos e doença carotídea severa: como proceder?

A cirurgia de revascularização miocárdica (CRM) é a mais frequente de todas as cirurgias cardiovasculares e ainda se mantém como o padrão ouro para tratar pacientes com múltiplos vasos. A estenose carotídea concomitante afeta entre 6% e 8% desses pacientes e se associa a um aumento da taxa de AVC durante e após a cirurgia. O tratamento preventivo das

Enfermedad carotidea asintomática: ¿Endarterectomía o angioplastia?

Endarterectomia vs. angioplastia em doença carotídea assintomática

A eficácia e segurança relativas da angioplastia carotídea vs. a endarterectomia em pacientes assintomáticos continua sem consenso e, o que é pior, não há sinais de que o panorama se esclareça em um futuro próximo. Dada a falta de evidência definitiva nesse sentido, tem proliferado as metanálises e revisões sistemáticas que tentam lançar um pouco de luz sobre

Pretratamiento con estatinas para prevenir eventos peri angioplastia carotidea

Pré-tratamento com estatinas para prevenir eventos periangioplastia carotídea

Estudos randomizados recentes mostraram que a taxa de eventos combinados periprocedimento são similares entre a angioplastia carotídea e a endarterectomia carotídea. Embora a somatória seja similar, os eventos são diferentes, com mais infartos para a endarterectomia e mais AVC (principalmente AVC menores) para a angioplastia. A redução desses AVC foi o objetivo de muitos dispositivos, mas de poucas

Protección cerebral

Os sistemas de proteção diminuem a incidência de AVC e a mortalidade na angioplastia carotídea.

Até agora os maiores estudos randomizados e controlados se dedicaram quase que exclusivamente a comparar a eficácia e a segurança da angioplastia carotídea vs. a endarterectomia. Praticamente todos deixaram a critério dos operadores a escolha dos dispositivos a utilizar durante o procedimento, motivo pelo qual contamos com pouca informação direta que nos ajude a decidir

La endarterectomía precoz parece superior a la angioplastia carotidea en pacientes sintomáticos

A endarterectomia precoce parece superior à angioplastia carotídea em pacientes sintomáticos

  Os pacientes com lesões sintomáticas da artéria carotídea interna são beneficiados com uma intervenção precoce. O tema de discussão é: qual a melhor intervenção? A maioria dos estudos que compararam a endarterectomia com a angioplastia carotídea são muito heterogêneos quanto ao momento em que realizaram o procedimento, e este é um ponto crucial para

Top