Tag Archives: estenose aórtica

¿Cómo objetivar la fragilidad en pacientes con estenosis aórtica?

Evolução da progressão da estenose aórtica

Evolução da progressão da estenose aórtica

A estenose aórtica é uma valvopatia cada vez mais comum devido ao aumento da expectativa de vida da população. Atualmente, o principal tratamento radica na cirurgia ou no implante percutâneo da valva aórtica (TAVI).  Um dos principais desafios dessa doença consiste em sua progressão. Os guias europeus recomendam realizar ecocardiografias Doppler a cada 2 ou

Sistema EVOQUE: reemplazo tricuspídeo transcatéter, resultados al año

Tendências temporais no implante percutâneo da valva aórtica para a estenose aórtica grave isolada

Uma pesquisa do Northern New England Cardiovascular Disease Group Consortium recentemente publicada on-line identificou todos os pacientes tratados mediante cirurgia de substituição ou implante percutâneo por estenose valvar aórtica entre os anos 2016 e 2022 em Maine, New Hampshire e Vermont (EUA). Foram analisados três grupos etários: pacientes com menos de 65 anos, de 65

Nuevas guías de valvulopatías con actualizaciones clave en TAVI e insuficiencia mitral

TAVI nos diferentes tipos de estenose aórtica

A estenose aórtica (EAo) é classificada segundo seus gradientes como estenose da alto fluxo e alto gradiente (D1), de baixo fluxo e baixo gradiente com fração ejeção reduzida (D2) e de baixo gradiente paradoxal com fração de ejeção conservada (D3).  A EAo D3 se caracteriza por uma fração de ejeção ≥ 50%, mas com índice

TAVI en insuficiencia aórtica pura

Resultados a curto prazo do TAVI em pacientes assintomáticos ou minimamente sintomáticos

A troca valvar aórtica (AVR) está indicada para a estenose aórtica (AS) sintomática, ao passo que para os pacientes assintomáticos é recomendado um acompanhamento intensivo, a menos que estes apresentem gradientes aórticos elevados, baixa fração de ejeção ou testes de esforço anormais. No entanto, o momento ótimo para realizar a AVR não está bem definido,

TAVI SURAVI

Doença coronariana no TAVI: um dilema ainda não resolvido

A estenose aórtica compartilha fatores de risco com a doença coronariana e sua prevalência varia conforme a idade, alcançando em alguns registros um índice de 50% ou inclusive mais.  Tal fato representa um desafio ao decidir quando tratá-la e determinar a necessidade de intervenção. O mais estabelecido é que o tratamento é conveniente quando a

¿Es frecuente el uso de IVUS para guiar la ATC?

A estenose aórtica pode ser tratada com o ultrassom?

A estenose aórtica severa calcificada é uma afecção comum que atualmente pode ser eficazmente resolvida por meio de cirurgia ou TAVI. Devido a diversas comorbidades ou características, alguns pacientes, no entanto, não são aptos para ditas opções de tratamento.  A abordagem não invasiva com terapia de ultrassom (NUIT) está formulada como uma alternativa viável. Postula-se

ATC sobre arterias nativas o puentes venosos, ¿cuál tiene mejor pronóstico?

Somente a EAO severa é importante?

A estenose aórtica (EAO) é uma doença progressiva associada à morbimortalidade, especialmente em casos severos. No entanto, estudos recentes revelaram que a estenose moderada também pode ter consequências desfavoráveis na evolução da doença.  Um dos desafios aos quais nos enfrentamos radica na dificuldade ocasional para determinar sua gravidade devido a discrepâncias entre a área valvar,

Debemos tener en cuenta a la isquemia crítica de MM II en el TAVI

Estenose aórtica com baixo gradiente e fluxo normal: mudanças na qualidade de vida com TAVI

O tratamento recomendado para a estenose severa sintomática não é motivo de discussão, já que tanto o implante percutâneo da valva aórtica (TAVI) como a substituição cirúrgica demonstraram uma mudança significativa em termos de prognóstico. Embora exista certa ambiguidade em sua caracterização, o que se busca definir são os perfis hemodinâmicos de severidade. Tais perfis

¿Qué usar para medir funcionalmente una lesión coronaria en el contexto de estenosis aórtica severa?

Estenose aórtica não tratada: mortalidade associada e um puxão de orelha

A progressão da estenose aórtica foi amplamente estudada e já é bem conhecida de todos nós. Sabe-se que em seus estágios avançados, traz consigo uma elevada morbidade e uma marcada diminuição na sobrevida.  Tanto os guias norte-americanos como os europeus recomendam o tratamento quando a valvopatia é severa. No entanto, a verdadeira severidade pode ser

Endocarditis infecciosa post TAVI

Será o TAVI benéfico no choque cardiogênico?

A presença de choque cardiogênico (CC) no contexto da estenose aórtica é um fenômeno que oscila entre 1% e 4%. Dito cenário apresenta um prognóstico ominoso devido à isquemia subendocárdica que se manifesta com uma diminuição da pré-carga ventricular e um aumento da pós-carga. A valvopatia aórtica foi empregada em tal contexto mas, infelizmente, se

Top