Tag Archives: Implante percutâneo da valva aórtica

REPRISE III: Leak paravalvular y necesidad de marcapasos con Lotus

O dispositivo Lotus volta com forças renovadas e com a aprovação da FDA para concorrer com o Sapien 3 e o CoreValve Evolut R

O dispositivo Lotus volta com forças renovadas e com a aprovação da FDA para concorrer com o Sapien 3 e o CoreValve Evolut R

Depois de terem sido relatados alguns eventos adversos sérios com a primeira geração do dispositivo Lotus, o mesmo foi retirado do mercado, mas seu conceito único não podia ser desaproveitado. Agora, volta renovado e com a aprovação da FDA, o que gera uma concorrência direta com os dois dispositivos líderes (Sapien e CoreValve), que até

Terapia endovascular en stroke: mucha evidencia y pocos operadores entrenados

O número mágico de casos a partir do qual a experiência entre no platô com relação ao TAVI

Cada operador tem um registro de quantos casos realizou. A pergunta que fica é se já alcançou seu máximo potencial ou se ainda pode continuar somando experiência e melhorando os resultados. Em outras palavras, seria esperável que um operador com 1.000 casos realizados tenha melhores resultados que um operador com apenas 500 casos? Estudos prévios

TAVI en insuficiencia aórtica pura, nuevos dispositivos con nuevos resultados

Devemos continuar temendo as “5 grandes complicações” do TAVI

Os escores de risco cirúrgico não deveriam ser usados quando do implante percutâneo da valva aórtica (TAVI) se trata já que, com frequência, observamos que os mesmos superestimam o risco. Há 5 grandes complicações que se apresentam especificamente no TAVI que não podem ser preditas pelos típicos escores cirúrgicos.   Estas 5 complicações periprocedimento são

Anillos aórticos pequeños, ¿Qué válvula deberíamos elegir?

NOTION e UK TAVI mostram muito bons resultados a longo prazo

Ambos os estudos fizeram seguimento por mais de 5 anos de pacientes com estenose aórtica severa que tinham recebido implante percutâneo da valva aórtica (TAVI). Os dois revelaram uma taxa muito baixa de degeneração ou falha significativa das válvulas. Embora os dados de longo prazo sobre a degeneração das válvulas implantadas por cateter sejam escassos,

¿Qué usar para medir funcionalmente una lesión coronaria en el contexto de estenosis aórtica severa?

O que usar para medir funcionalmente uma lesão coronariana no contexto de uma estenose aórtica severa?

Esta análise sistemática mediu a pressão intracoronariana nas diferentes fases do ciclo cardíaco e a velocidade de fluxo em pacientes com estenose aórtica severa e doença coronariana para os quais estava planejado um implante percutâneo da valva aórtica (TAVI). A ideia era conhecer o impacto da estenose aórtica sobre: 1) o fluxo em suas diferentes

NEOPRO: registro entre Acurate neo y Evolut PRO

TCT 2018 | NEOPRO: registro entre Acurate neo e Evolut PRO

O objetivo deste registro foi comparar os eventos clínicos e resultados ecocardiográficos a curto prazo entre duas válvulas autoexpansíveis de uso transfemoral com a Acurate neo e a Evolut PRO. Com um seguimento retrospectivo o registro incluiu 1.551 pacientes dos quais 1.263 receberam a Acurate neo e 288 a Evolut Pro.   A taxa de

O TAVI de urgência/emergência é uma opção válida

Gentileza do Dr. Carlos Fava. A estenose aórtica acompanhada de insuficiência cardíaca ou choque cardiogênico se associa a uma alta mortalidade a curto prazo. A cirurgia em tais condições se torna proibitiva em inúmeras ocasiões, motivo pelo qual a opção que resta é a valvoplastia como ponte a outro procedimento, já que seu resultado é limitado no

O maior registro sobre a válvula ACURATE Neo

O implante percutâneo da valva aórtica (TAVI) utilizando o dispositivo ACURATE Neo depende em boa medida de uma correta seleção do paciente e de um apropriado oversizing. Deve ser considerada a anatomia individual de cada paciente, basicamente a distribuição do cálcio no anel e na raiz da aorta. A válvula ACURATE Neo (Symetis/Boston, Ecublens, Suíça)

Cortar las valvas, una medida extrema para evitar la oclusión coronaria post TAVI

Cortar as valvas, uma medida extrema para evitar a oclusão coronariana pós-TAVI

Cortar propositadamente as valvas antes de montar a prótese no sistema de liberação para reduzir as chances de oclusão coronariana aguda parece ser uma manobra desesperada para forçar a indicação do implante percutâneo da valva aórtica (TAVI). Entretanto, infelizmente sempre vamos encontrar pacientes que realmente não têm outra alternativa, e é aí que a criatividade

NOTION: os resultados de 5 anos do TAVI vs. cirurgia em pacientes de baixo risco são promissores

No seguimento de 5 anos não foram constatadas diferenças em termos de mortalidade por qualquer causa, AVC, infarto agudo do miocárdio ou todos esses eventos combinados em pacientes idosos mas de baixo risco que receberam implante percutâneo da valva aórtica (TAVI) ou cirurgia convencional. Tais resultados não surpreendem se considerarmos os relatórios de anos anteriores.

Top