Tag Archives: ATC

Evolução da ATC em doenças infiltrativas

Evolução da ATC em doenças infiltrativas

As doenças infiltrativas (ID) constituem um conjunto heterogêneo de afecções genéticas que provocam infiltração e depósitos extracelulares, produzindo alterações em diversos sistemas ou órgãos afetados.  A amiloidose, a sarcoidose e a hemocromatose incidem no coração, ocasionado alterações miocárdicas e no sistema de condução.  A ATC é frequente na atualidade e alguns pacientes apresentam ID. Distintas

¿Es frecuente el uso de IVUS para guiar la ATC?

Utilização de IVUS em ATC complexa: resultados conforme a experiência do operador

A utilização do ultrassom intravascular (IVUS) para guiar as angioplastias coronarianas (ATC) demonstrou reduzir o risco de eventos adversos maiores em inúmeros estudos randomizados e controlados, bem como em registros e metanálises.  Os guias atuais recomendam o uso do IVUS em casos de doença do tronco da coronária esquerda e lesões complexas. A proporção de

ATC guiada por iFR ¿es igual en la DA que en el resto de los vasos?

ATC guiada por iFR: é o mesmo na DA que no resto dos vasos?

O índice de iFR foi validado como uma ferramenta útil para a análise das lesões intermediárias, com a vantagem de não requerer o uso de drogas. Contudo, sua aplicação para avaliar os resultados das angioplastias ainda não foi completamente analisada, embora existam dados alentadores.  No estudo DEFINE PCI, 24% dos casos apresentaram um iFR ≤

¿Es la litotricia coronaria tan efectiva como la aterectomía rotacional?

Estudio ROTACUT: Aterectomia rotacional com “cutting balloon” para otimizar a expansão do stent

Aproximadamente 30% dos pacientes submetidos à angioplastia coronariana (ATC) apresentam lesões calcificadas de moderadas a severas, o que representa um desafio significativo e acarreta uma elevada incidência de eventos cardiovasculares adversos maiores (MACE). A aterectomia rotacional (RA) é utilizada para modificar tais lesões calcificadas, facilitando assim a realização da angioplastia com balão e o posterior

La complejidad de la angioplastia puede definir el tiempo de doble antiagregación

Qual é a duração ótima do tratamento antiplaquetário duplo com anticoagulação oral após uma ATC? 1 mês vs. 3 meses

Embora os benefícios do tratamento antiplaquetário dual (DAPT) com aspirina e um inibidor de P2Y12 sejam reconhecidos, sua principal complicação é a ocorrência de eventos hemorrágicos, que impactam negativamente na morbimortalidade dos pacientes. Para piorar o panorama, aproximadamente 10% dos pacientes submetidos a angioplastia coronariana com stent (ATC) estão sob tratamento anticoagulante oral, o que

AHA 2023

AHA 2023 | ORBITA-2: Angioplastia coronariana vs. placebo em angina estável para a redução de sintomas

A angioplastia coronariana (ATC) é, com frequência, realizada para aliviar os sintomas em pacientes com angina crônica estável. Persiste ainda, contudo, a incerteza sobre o fato de a ATC proporcionar ou não um alívio sintomático superior ao placebo em pacientes que não estão usando mediação antianginosa.  Foi levado a cabo um estudo controlado e randomizado

Resonancia vs FFR en lesiones no culpables del infarto

A ATC guiada por OCT nos proporciona algum benefício?

Durante muitos anos a angioplastia coronariana transluminal percutânea (ATC) experimentou um crescimento significativo em todo o mundo. No entanto, apesar das demonstradas vantagens do ultrassom intravascular (IVUS) em termos de área luminal mínima, redução de eventos cardiovasculares e reestenose, seu uso não é, por várias razões, muito estendido.  Por outro lado, a tomografia de coerência

Disección coronaria espontánea: ¿Hay diferencias entre hombres y mujeres?

IAM por dissecção coronariana: apresenta maior taxa de mortalidade?

A dissecção coronariana espontânea (SCAD) representa uma causa pouco comum de infarto que afeta com maior frequência as mulheres jovens na etapa média de suas vidas.  Na angiografia, apresenta-se uma imagem característica de duplo lúmen acompanhada de um trombo mural.  Em geral, opta-se por uma abordagem de tratamento médico. No entanto, em um reduzido grupo

Impella

Há diferenças entre os sexos em ATC de alto risco assistidas por suporte circulatório mecânico?

É cada vez mais frequente a proporção de pacientes que são submetidos a angioplastias coronarianas de alto risco (HRPCI). Dentro dessa categoria incluem-se variáveis clínicas, anatômicas e do procedimento, como baixa fração de ejeção, doença valvar severa, doença coronariana de 3 vasos ou do tronco da coronária esquerda, severa calcificação das lesões e o uso

Avaliação funcional pós-ATC para detectar lesões focais e subexpansão dos stents

A utilização do fluxo fracionado de reserva (FFR) e dos índices de pressão não hiperêmicos (NHPRs) se tornaram fundamentais para a revascularização de pacientes com lesões coronarianas intermediárias.  Recentemente, foi demonstrada uma correlação linear inversa entre o uso da fisiologia pós-ATC e os eventos cardiovasculares no seguimento. No entanto, por enquanto sua adoção é limitada

Top