Tag Archives: Xience

Desempeño de los DES actuales ¿hay margen para mejorar?

Desempenho dos DES atuais: há margem para melhorar?

Desempenho dos DES atuais: há margem para melhorar?

A comparação cabeça a cabeça dos atuais stents farmacológicos (DES) mostrou resultados contraditórios que nos levaram a pensar durante muitos anos que estávamos estancados em um platô. A desilusão com o Absorb e com os stents com polímeros bioabsorvíveis fomentaram essa sensação de estancamento.  No entanto, esta recente publicação do JACC Interventions mostra a luz

TCT 2020 | Xience se suma a la evidencia de doble antiagregación corta en alto riesgo de sangrado

TCT 2020 | O Xience se soma à evidencia da dupla antiagregação curta em alto risco de sangramento

Continuar somente com aspirina depois de um período curto de dupla antiagregação (1 a 3 meses) não aumentou os eventos isquêmicos naqueles pacientes que receberam um stent Xience e, sim, conseguiu diminuir significativamente o sangramento.   Este trabalho consolida a ideia sobre a segurança de um período curto de dupla antiagregação com os stents farmacológicos contemporâneos nos

Zotarolimus con polímero permanente vs. biolimus con polímero degradable

Exerce o polímero alguma função nos stents farmacológicos?

O fato de o polímero poder se degradar após a eluição da droga parece uma hipótese interessante quando há alguma evidência de que esse pode produzir inflamação (fundamentalmente infiltração de eosinófilos) com as possíveis consequência de tal fenômeno. No entanto, as teorias aparentemente perfeitas muitas vezes se chocam contra a parede da realidade, e a

synergy vs XIENCE

Vantagens teóricas mas traduzidas em piores resultados clínicos: Synergy vs. Xience

Dados recentes de um registro do “mundo real” que serão proximamente publicados no J Am Coll Cardiol Intv sugerem que o stent Synergy (stent com struts finos, eluidor de everolimus e polímero biodegradável) se associaria a um maior risco de trombose aguda em comparação com o clássico Xience (com struts mais grossos, eluidor de everolimus

DARE: los balones farmacológicos compiten con los DES para tratar la reestenosis intrastent

DARE: os balões farmacológicos concorrem com os DES para tratar as reestenoses intrastent

Gentileza da SBHCI. O balão eluidor de paclitaxel SeQuent Please tem um resultado angiográfico não inferior quando comparado com o stent eluidor de everolimus Xience para tratar reestenose intrastent. Em 6 meses, a área luminal mínima foi de 1,71 mm com o balão farmacológico e de 1,74 mm com o Xience, diferença que alcança o critério de não

Trombose muito tardia em plataformas bioabsorvíveis

A presença de um dispositivo metálico interrompe o fluxo laminar normal e cria um ambiente pró-trombótico na artéria, deixando-a exposta à trombose muito tardia. A dupla antiagregação plaquetária, a melhor técnica de implante e várias melhoras nos novos DES (struts mais finos, uma maior estabilidade e biocompatibilidade do polímero) diminuíram significativamente esse evento, que ficou abaixo de

BVS, la plataforma de la discordia

BVS, a plataforma da discórdia

Gentileza do Dr. Agustín Vecchia. A aparição de plataformas reabsorvíveis gerou muita expectativa na comunidade intervencionista por suas potenciais vantagens em relação aos stents metálicos. Apesar disso, quando se comparou os BVS com o stent Xience observou-se uma taxa acrescida de eventos relacionados com o dispositivo que deixou aqueles em desvantagem. Entre as causas do

AIDA: La trombosis de las plataformas bioabsorbibles sigue en la mira de los estudios

AIDA: a trombose das plataformas bioabsorvíveis continua na mira dos estudos

Gentileza da SBHCI. Este trabalho apresentado no PCR e publicado simultaneamente no NEJM continua colocando em dúvida a segurança das plataformas bioabsorvíveis.   Este é um trabalho multicêntrico realizado na Holanda, com um desenho de não inferioridade que comparou 1:1 a plataforma bioabsorvível eluidora de everolimus ABSORB com o stent eluidor de everolimus com polímero

Biodegradable-Polymer Biolimus-Eluting

DESSOLVE III: Xience vs. MiStent

  O dispositivo MiStent está produzido em cromo-cobalto com uma espessura de até 64 micrômetros e coberto de um polímero completamente absorvível que contém cristais microscópicos de sirolimus que se fixam à parede do vaso com uma eluição contínua do fármaco durante 9 meses.   Este foi um estudo multicêntrico de não inferioridade que randomizou

synergy vs XIENCE

SYNERGY vs. XIENCE em pacientes complexos do mundo real

Gentileza do Dr. Guillermo Migliaro. Os avanços tecnológicos nos stents eluidores de droga (DES) mostraram uma significativa melhora em termos de segurança e eficácia. Os DES são considerados o padrão ouro para o tratamento das intervenções coronarianas percutâneas.   Os DES com polímeros duradouros ou permanentes (PD) foram associados a reações inflamatórias locais e subsequente

Top