Tag Archives: Sindromes coronarianos agudos

Nueva y discrepante información sobre los vasos no culpables en el infarto

Quando é o momento ideal para realizar uma estratégia invasiva na SCA sem elevação do ST?

Quando é o momento ideal para realizar uma estratégia invasiva na SCA sem elevação do ST?

Segundo as diretrizes da sociedade europeia de cardiologia (ESC Guidelines 2021) recomenda-se a abordagem invasiva precoce (< 24h) nos pacientes com síndrome coronariana aguda (SCA) sem elevação do ST (SCASEST) de alto risco, que compreendem os pacientes que apresentam curva na dosagem de troponinas, escore de Grace > 140, mudanças dinâmicas da onda T ou

Abbott Vascular suspendió la venta de Absorb en todos los países

Deveríamos começar a pensar novamente nos stents bioabsorvíveis?

A revascularização coronariana com DES é muito frequente, especialmente nas síndromes coronarianas agudas. Porém, os stents metálicos são corpos estranhos permanentes que geram a ativação de todo o sistema de inflamação.  A utilização de stents bioabsorvíveis (BRS) surgiu como uma alternativa para fazer frente a esse desafio. Embora com o estudo ABSORB os resultados iniciais

¿Llegó el momento de replantear a la aspirina como la elección en prevención secundaria de MACE?

Chegou o momento de recolocar a aspirina como a primeira opção em prevenção secundária de MACE?

Muito tem sido publicado recentemente sobre o tratamento abreviado com dupla antiagregação plaquetária (DAPT), tanto nas síndromes coronarianas agudas (SCA) quanto nas crônicas (SCC), bem como sobre a segurança observada em alguns trabalhos sobre a monoterapia com inibidores P2Y12.  Quando o assunto é prevenção secundária em pacientes com doença cardiovascular estabelecida, a aspirina (AAS) foi

Enquete para avaliar a reperfusão do Infarto do Miocárdio na América Latina

A Sociedade Latino-americana de Cardiologia Intervencionista, em conjunto com a Sociedade Interamericana de Cardiologia (SIAC) e a iniciativa Stent-Save a Life!, desenvolveu uma breve enquete (que não lhe tomará mais de 5 minutos responder) para conhecer como são tratadas as síndromes coronarianas agudas com supradesnivelamento do segmento ST na América Latina.  O objetivo final da

ACC 2022

ACC 2022 – Estudo Complete Trial QoL: Revascularização completa no SCACEST

O estudo COMPLETE demostrou que a revascularização completa no SCACEST reduziu a mortalidade cardiovascular ou novo IAM, o que gerou uma mudança nas diretrizes 2021 do ACC e da AHA para revascularização. No entanto, seu efeito na qualidade de vida não foi pesquisado.  O objetivo desta análise pré-especificada do COMPLETE é determinar se a revascularização

stent

Existe a possibilidade de omitir a colocação de stent no SCACEST?

O tratamento recomendado para a síndrome coronariana aguda com elevação do segmento ST (SCACEST) é a angioplastia primária precoce, habitualmente com implante de stent. No entanto, a colocação de um stent representa um risco de complicações intravasculares, como a trombose do stent ou a reestenose do mesmo.  Existem casos em que é possível recuperar o

THEMIS: eventos isquémicos y hemorrágicos en difícil equilibrio para el ticagrelor crónico

REVERSE-IT: o bentracimab e os avanços em relação ao antídoto do ticagrelor em situações de urgência

A otimização do regime antiplaquetário posterior a uma síndrome coronariana aguda (SCA) tem como finalidade a redução dos MACE gerados pela patologia aterosclerótica.  O ticagrelor é um potente inibidor P2Y12, que atua impedindo a ativação plaquetária de maneira direta. Caracteriza-se por apresentar um início de ação rápido e consistente ao longo de sua administração (duas

Enquete sobre manejo do infarto agudo do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST na América Latina

Convocamos toda a comunidade latino-americana a participar desta enquete que visa a coletar informação de qualidade sobre o manejo do infarto agudo do miocárdio com supradesnivelamento do ST na América Latina. Você não demorará mais de 5 minutos em responder à enquete, que é anônima e servirá para continuarmos conhecendo as diferentes realidades de tratamento

reserva fraccional de flujo sindrome coronario agudo

Escore de Zwolle: é possível que um escore de risco defina o lugar de estadia dos pacientes com SCACSST?

A mortalidade das síndromes coronarianas agudas com supradesnivelamento do segmento ST (SCACSST) tem diminuído devido a uma melhora nos tempos de reperfusão (fibrinólise ou angioplastia primária), motivo pelo qual, na prática diária, temos observado um maior número de pacientes cursando IAM de maneira estável.  Dita estabilidade clínica, juntamente com o baixo índice de complicações, traz

Balancear el riesgo de sangrado vs trombótico para definir el tiempo de doble antiagregación

Síndromes coronarianos agudos: é mais segura a monoterapia com antiagregante ou desescalar?

Há muitos anos se demonstrou que a dupla antiagregação plaquetária (DAPT) durante 12 meses é mandatória em pacientes submetidos a angioplastia transluminal coronariana (ATC) por uma síndrome coronariana aguda (SCA). No entanto, essa estratégia – que diminui os eventos trombóticos e a mortalidade – traz consigo sangramentos indesejáveis que geram internações ou a suspensão dos

Top