Tag Archives: revascularização

Disección coronaria en mujeres: poco frecuente y de difícil manejo

Revascularização em dissecção espontânea que gera um infarto com supradesnivelamento do segmento ST

Revascularização em dissecção espontânea que gera um infarto com supradesnivelamento do segmento ST

As dissecções espontâneas são uma causa de infarto agudo do miocárdio que está crescendo em número, especialmente entre as mulheres jovens. Esses infartos são frequentemente tratados de forma conservadora devido aos riscos que implica a revascularização pela possibilidade de estender a dissecção tanto em termos retrógrados quanto anterógrados. Dada a incerteza que existe sobre o

Continuar con la actividad física luego de un IAM reduce la mortalidad

Exercício supervisionado e revascularização para claudicação intermitente

A combinação de tratamento médico ótimo com angioplastia e com o exercício supervisionado parece ser a primeira linha de tratamento para os pacientes com claudicação intermitente em termos de máxima distância caminhada e qualidade de vida. Esta combinação requer uma equipe multidisciplinar para obter os melhores resultados. O objetivo deste trabalho foi realizar uma metanálise

La enfermedad coronaria funciona como un predictor a 30 días en el TAVI

Doença coronariana sem sintomas, a isquemia silente é a dor de cabeça dos cardiologistas

Necessitamos mais evidências que nos guiem no tratamento da isquemia silenciosa. A doença coronariana demonstrada, mas em ausência de sintomas objetiváveis é um problema para os cardiologistas, já que nestes casos os mesmos não contam com a suficiente evidência que oriente no corte do risco/benefício que justifique a revascularização. Revascularizar o resultado de um estudo

Angioplastia vs cirugía en isquemia crítica a largo plazo

Fragilidade e isquemia crítica crônica, um novo desafio ao qual nos enfrentamos

Gentileza do Dr. Carlos Fava. A isquemia crítica crônica é o estágio final da doença vascular periférica e está associada com dor em repouso, lesões tróficas e gangrena. Também se relaciona com amputação e diminuição da mobilidade. Um dos desafios é quando se apresenta nos pacientes frágeis. Esta população se encontra em ascensão e dispomos

El éxito de la angioplastia sobre las CTO por reestenosis disminuye la mortalidad cardíaca

A reestenose não parece ser tão benigna como acreditávamos

Uma nova revascularização sem complicações e de forma programada ocasionada pela reestenose de um stent se associa a uma maior mortalidade segundo esta nova metanálise que será publicada proximamente no J Am Coll Cardiol Intrv. Historicamente, os intervencionistas viam a revascularização repetida (TLR) como algo que “injustamente” aumentava os eventos combinados nos estudos clínicos e

Debemos hacer la mejor revasculirazión coronaria previo al TAVI

Devemos fazer a melhor revascularização coronariana antes do TAVI

A presença de doença coronariana em pacientes com estenose aórtica é alta, e ronda os 50%-70% dos casos. Isso gera um grande desafio na estratégia a escolher e nas ações que podemos realizar. Embora esteja demonstrado que a revascularização completa (RC) é benéfica, muitas vezes é difícil alcançá-la. Ao contrário, realizando uma revascularização incompleta aceitável

¿Cuál es el pronóstico en las reintervenciones en la isquemia critica de MM.II.?

Qual o prognóstico para as reintervenções na isquemia crítica de membros inferiores?

A ATP infrapoplítea (BTK) na isquemia crônica crítica (CLI) foi reconhecida como uma estratégia útil, mas devido à severidade da calcificação das artérias produz-se uma reestenose significativa. A repetição da ATP e o manejo das lesões tróficas ajudam na resolução das feridas. Contudo, dita conduta foi pouco avaliada até o momento. Foram incluídos 152 pacientes (175 membros) que

El primer balón liberador de sirolimus probado en reestenosis intrastent demostró excelentes resultados

O primeiro balão eluidor de sirolimus provado em reestenose intrastent apresentou excelentes resultados

Houve muito progresso desde os estudos que mostraram mais de 40% de nova revascularização da angioplastia com balão convencional por reestenose de um stent BMS. Os stents farmacológicos chegaram para melhorar o problema, mas nunca alcançaram 0% de reestenose, motivo pelo qual surgiram tecnologias como os balões eluidores de paclitaxel, que mostraram uma eficácia razoável (reintervenções de entre 8% e

Los DES liberadores de everolimus son más eficaces y menos costosos que los stent metálicos convencionales

Os DES eluidores de everolimus são mais eficazes e menos onerosos que os stents metálicos convencionais

Gentileza do Dr. Guillermo Migliaro. Os stents eluidores de droga (DES) representam o maior avanço tecnológico para o tratamento da reestenose intrastent dos stents metálicos convencionais (BMS). Especialmente os stents de cromo-cobalto (CC) e eluidores de everolimus (EES) mostraram um excelente perfil, sobretudo de segurança, quando comparados com os DES de primeira geração.   Com

COMPARE-ACUTE: FFR para guiar la revascularización de vasos no culpables en la angioplastia primaria

COMPARE-ACUTE: FFR para guiar a revascularização de vasos não culpados na angioplastia primária

Gentileza da SBHCI. Aproximadamente 50% dos pacientes com um infarto agudo do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST em curso apresentam, concomitantemente, lesões em outro vaso. Tratar ou não ditas lesões secundárias, assim como definir o momento para tratar os vasos não responsáveis pelo infarto continua sendo um dilema.   O estudo COMPARE-ACUTE foi publicado

Top