Tag Archives: revascularização

Ischemia

ISCHEMIA: uma nova análise pode mudar a interpretação do estudo?

ISCHEMIA: uma nova análise pode mudar a interpretação do estudo?

Uma nova análise do ISCHEMIA mostrou que os resultados do estudo são altamente dependentes da definição que se dê ao infarto. A conclusão original mostrou uma diferença significativa entre a estratégia invasiva e a conservadora utilizando a definição mais sensível de infarto: a elevação de troponinas.  Ao analisar os eventos utilizando a definição de infarto

Ischemia

A anatomia de alto risco desafia os resultados do ISCHEMIA

Segundo esta recente análise publicada no JAHA, os pacientes com angina crônica estável e anatomia de alto risco se beneficiam da revascularização a longo prazo vs. tratamento conservador.  Isso vai contra o trabalho apresentado por Reynolds H et al no congresso da AHA 2020. O trabalho do Dr. Reynolds foi um subestudo do ISCHEMIA no

AHA 2020 | AFFIRM-AHF: Suplemento de hierro y menos hospitalizaciones por insuficiencia cardíaca

AHA 2020 | Efeito do evolocumabe em coronária complexa que requer revascularização

O evolocumabe, um inibidor do PCSK9, mostrou uma significativa redução do risco de desenvolver doença coronariana complexa que requer revascularização (seja angioplastia complexa ou cirurgia de revascularização miocárdica).  Os inibidores da pró-proteína convertase subtilisina/quexina tipo 9 (PCSK9) induzem regressão das placas e poderiam eventualmente reduzir a necessidade de revascularização, especialmente as revascularizações complexas.   O estudo

ESC 2020 | La disfunción ventricular puede inclinar la balanza para decidir la revascularización

ESC 2020 | A disfunção ventricular pode inclinar a balança para decidir a revascularização

Os pacientes incluídos no estudo ISCHEMIA que tinham o antecedente de insuficiência cardíaca ou deterioração da função ventricular se beneficiaram da revascularização vs. os que receberam tratamento médico. Esta é uma análise pré-especificada do paradigmático estudo ISCHEMIA.  O estudo ISCHEMIA foi publicado em março de 2020 no NEJM e passou algo despercebido pela comunidade médica

infarto peri-procedimiento

A perspectiva de longo prazo muda a forma de revascularizar uma síndrome coronariana aguda

Os resultados a longo prazo respaldam a revascularização completa em pacientes que foram admitidos cursando uma síndrome coronariana aguda com múltiplos vasos. Este grande registro contemporâneo recentemente publicado no J Am Coll Cardiol Intv. mostrou que a revascularização completa ganha terreno na prática cotidiana e que está associada a um benefício clínico em pacientes cursando

ACC 2020 Virtual | ISCHEMIA-CKD: Estratégia invasiva vs. tratamento médico em pacientes de maior risco

Este trabalho pré-especificado no protocolo original incluiu 777 pacientes com insuficiência renal crônica. Ditos pacientes conformam uma população de especial maior risco e sobre os quais talvez seja vantajoso utilizar uma estratégia inicial mais agressiva.  A taxa de morte ou infarto (desfecho primário combinado) foi de 36,4% para a estratégia invasiva vs. 36,7% para a

ACC 2020 Virtual | Relación entre la severidad de la isquemia y la enfermedad coronaria

ACC 2020 Virtual | Relação entre a severidade da isquemia e a doença coronariana

O estudo ISCHEMIA habilita uma infinidade de subestudos. Muitos deles, entre os quais se encontra o presente trabalho, surgiram agora no ACC 2020 virtual.  Esta análise constata que a anatomia – e não a isquemia – prediz os eventos. E, mais interessante ainda, é a constatação de que revascularizar a anatomia não muda o prognóstico. 

ACC 2020 Virtual | El controvertido estudio ISCHEMIA llega finalmente a NEJM

ACC 2020 Virtual | O controverso estudo ISCHEMIA chega finalmente a NEJM

Em novembro de 2019 durante as sessões científicas da AHA foi apresentado este revolucionário estudo que atraiu a atenção de todos os cardiologistas. Tínhamos que esperar até março para poder ler a letra miúda e, naquele momento, uma pandemia global como a que estamos vivendo hoje certamente seria mais possível como roteiro de ficção científica

Disección coronaria en mujeres: poco frecuente y de difícil manejo

Revascularização em dissecção espontânea que gera um infarto com supradesnivelamento do segmento ST

As dissecções espontâneas são uma causa de infarto agudo do miocárdio que está crescendo em número, especialmente entre as mulheres jovens. Esses infartos são frequentemente tratados de forma conservadora devido aos riscos que implica a revascularização pela possibilidade de estender a dissecção tanto em termos retrógrados quanto anterógrados. Dada a incerteza que existe sobre o

Top