Tag Archives: trombose

Escándalo con los resultados del EXCEL que hicieron “caer” las últimas guías

Prática clínica dissociada dos estudos: más notícias para nossos pacientes?

Prática clínica dissociada dos estudos: más notícias para nossos pacientes?

As diferenças nas características dos pacientes, mudanças nos algoritmos de tratamento e avanços na tecnologia dos dispositivos podem em conjunto ou por separado limitar a aplicabilidade de um estudo randomizado relativamente antigo na prática clínica contemporânea.  Neste caso, a dissociação da prática clínica moderna com os resultados de um estudo de pesquisa (o EXTEND DAPT)

terapia antitrombótica triple

Após alta por COVID-19 são necessários os antitrombóticos?

Segundo este recente trabalho (que proximamente será publicado no JAMA), a terapia antitrombótica não traz nenhum benefício clínico aos pacientes estáveis e ambulatoriais (mas sintomáticos) com COVID-19. Tanto a aspirina como a apixabana em doses terapêuticas profiláticas não conseguiram reduzir os eventos cardiovasculares maiores em comparação com o placebo. Esses eventos já são muito raros

Recomendaciones de la ACC con el nuevo coronavirus

Anticoagulação com heparina em COVID-19 não crítico

Em pacientes que não estejam severamente comprometidos pela COVID-19, uma estratégia de doses terapêuticas de anticoagulação com heparina incrementa a probabilidade de sobreviver à alta hospitalar e reduz a necessidade de suporte respiratório e cardiovascular em comparação com doses usuais de tromboprofilaxia.  Estes dados eram esperados por toda a comunidade médica que há vários meses

Síntomas persistentes post COVID-19: mucho más frecuentes de lo que creíamos

Anticoagulação com heparina em pacientes críticos com COVID-19: resultados diferentes do resto

Em pacientes severamente afetados por COVID-19 uma estratégia inicial de doses anticoagulantes de heparina não trouxe nenhum benefício em comparação com o tratamento profilático padrão.  A trombose e a inflamação estão no olho do furacão quando falamos da morbidade por COVID-19. Isso fez com que se aventasse a hipótese de que um regime anticoagulante poderia

Síntomas persistentes post COVID-19: mucho más frecuentes de lo que creíamos

Sobrevivendo à COVID-19 com a velha heparina?

Os pacientes que são admitidos no hospital com diagnóstico de COVID-19 têm um alto risco de trombose, particularmente de trombose venosa. Esse dado não é nenhuma novidade: uma metanálise de 66 estudos já avaliou a prevalência de trombose venosa em pacientes com COVID-19 e encontrou uma incidência de entre 14,1% e 22,7% para aqueles que

Recomendaciones de la ACC con el nuevo coronavirus

Diagnóstico e tratamento da trombose induzida por vacinação

A trombose dos seios venosos cerebrais é uma manifestação extremamente rara de doença cerebrovascular. Nos últimos dias essa patologia se tornou tristemente famosa por sua associação com duas vacinas contra o coronavírus que utilizam o adenovírus como vetor. Estas vacunas são a Ad26.COV2.S (Johnson & Johnson) e a ChAdOx1 nCoV-19 (AstraZeneca). Não se observou nenhum

Es posible esterilizar las máscaras N95 y los barbijos quirúrgicos

Uma análise associa a vacina da AstraZeneca com trombocitopenia e trombose

Esta é uma das primeiras publicações que documenta os raros efeitos trombóticos vistos na Áustria e na Alemanha com a vacina ChAdOx1 nCoV-19. Tais efeitos seriam uma forma de trombocitopenia após a inoculação da vacina desenvolvida conjuntamente entre a Universidade de Oxford e o laboratório AstraZeneca.  Este trabalho publicado nada menos que no NEJM captou

Historia natural de la infección asintomática por COVID-19

A maior causa de injúria miocárdica por COVID-19 está dilucidada

A causa mais comum de necrose miocárdica em pacientes cursando uma infecção por COVID-19 são os microtrombos. No que se refere à composição, tais microtrombos são muito diferentes dos trombos obtidos de um paciente negativo para COVID-19 e dos trombos obtidos dos pacientes infectados que apresentam uma síndrome coronariana aguda. A injúria miocárdica é comum

Sangrados mayores en pacientes con AAS más rivaroxabán

Impacto sobre mortalidade com Rivaroxabana após a alta

Estender a duração da profilaxia tromboembólica com rivaroxabana em pacientes que foram hospitalizados por condições clínicas reduz em 28% os eventos fatais e tromboembólicos maiores sem pagar por isso um preço em sangramentos maiores. Os pacientes hospitalizados por condições clínicas correm o risco de apresentarem eventos tromboembólicos, motivo pelo qual a profilaxia durante a internação

Es posible esterilizar las máscaras N95 y los barbijos quirúrgicos

Vasculite, trombose e angiogênese: padrões únicos que diferenciam a Covid-19

Nesta pequena – mas nem por isso menos interessante – série, observa-se que a angiogênese poderia distinguir a fisiopatologia pulmonar da Covid-19 de outras infecções virais que podem afetar o pulmão com uma severidade similar (por exemplo a influenza)  Ao tratar-se de uma série muito pequena é difícil concluir a universalidade de tais observações e

Top